A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/07/2016 11:37

Promoções e turismo reaquecem economia da fronteira após ano fraco

Renata Volpe Haddad
Promoções e dólar em queda aquece comércio da fronteira. (Foto: HS Consultoria/ Divulgação)Promoções e dólar em queda aquece comércio da fronteira. (Foto: HS Consultoria/ Divulgação)

Quando o dólar atingiu R$ 4 no segundo semestre de 2015, lojistas de Pedro Juan Caballero viram o movimento de turistas brasileiros despencar. Porém, com promoções e ações para incentivar o turismo, o comércio têm consigo recuperar os visitantes de Pedro Juan Caballero, a 323 km de Campo Grande.

Seis dias após a execução do empresário Jorge Rafaat, a promoção Dólar Congelado foi lançada e no início, o movimento era fraco, pois, segundo lojistas, os turistas estavam com medo do acontecido. O cenário mudou dias depois e com o dólar em queda e a valorização do real, as vendas aumentaram até 50% por lá.

De acordo com a funcionária da loja Ansa Importados, Elisa Arguelho, após um período de crise, os consumidores aproveitaram as férias escolares e a promoção, para comprar. "O movimento nos últimos dias cresceu 50%, após um período de dólar alto e medo na fronteira. Antes, as pessoas faziam apenas orçamento", afirma.

Reflexo - O gerente do hotel Portal Del Tereré, Hugo Silva, viu o movimento cair no último ano. "Nosso hotel tem 39 apartamentos e recebíamos cerca de 50 hóspedes por dia e no fim de semana, chegávamos a atender 80 pessoas, mas com o dólar alto, a queda foi de 30%", informa.

Silva diz ainda que a execução de Rafaat causou temor nos turistas, mas a promoção do Dólar Congelado, ajudou a atrair os consumidores. "Ontem, por exemplo, atendemos 40 hóspedes, para uma segunda-feira isso é muita gente e são pessoas que vêm para a fronteira comprar", alega.

Outro setor que viu o movimento crescer no último mês foi o de alimentação. No restaurante Nippon, o funcionário Alberto Shirakawa, alega que as vendas melhoraram em 20%. "Depois do atentado que teve, percebemos que o movimento na fronteira caiu bem, mas com a promoção do último mês, as vendas melhoraram".

Conforme o diretor da Câmara de Comércio de Pedro Juan Caballero, Anderson Carpes, nos últimos meses as vendas melhoraram, devido as ações que estão sendo feitas para atrair os turistas.

"Tivemos o Festival Internacional da Terceira Idade, onde foi possível mostrar aos participantes os pontos turísticos do Paraguai, além das da divulgação das promoções. A queda do dólar também ajudou a atrair os consumidores".

A Black Friday deste ano, segundo Carpes, será a maior edição realizada. "Estamos preparando a promoção para realmente liquidar os estoques dos lojistas e com a valorização do real, acho que será a melhor edição de todas", diz.

Incentivos – De acordo com a assessoria da Prefeitura de Ponta Porã, em 2015 quando o dólar ultrapassou R$ 4, a cidade que depende do comércio, viu o movimento cair.

Para atrair os turistas, a secretária de turismo firmou parceria com empresas de viagem para realizar eventos. Segundo a assessoria, exemplo disso, foi o encontro sul americano da terceira idade que reuniu idosos de Pedro Juan Caballero e do Brasil.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions