ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Vereador é preso em operação por compra de votos e agiotagem

Por Renata Volpe Haddad | 24/01/2017 08:53
Vereador Eurípedes Zaurizio de Jesus (PTB) foi eleito com 365 votos, sendo o mais votado da Câmara de Vereadores de Ladário. (Foto: Diário Corumbaense)
Vereador Eurípedes Zaurizio de Jesus (PTB) foi eleito com 365 votos, sendo o mais votado da Câmara de Vereadores de Ladário. (Foto: Diário Corumbaense)

O vereador Eurípedes Zaurizio de Jesus (PTB) de 44 anos, foi preso acusado de compra de votos, agiotagem e fraude no programa Bolsa Família. A prisão é um dos resultados da Operação Anatocismus, deflagrada na manhã desta terça-feira (24) pela Polícia Federal, em Ladário, distante 419 km de Campo Grande. As informações são do site local Diário Corumbaense.

As investigações indicam que o então candidato a vereador que foi eleito, comprou votos com valores que iriam de R$ 100,00 a R$ 200,00. Esse dinheiro era pago por meio de agiotagem, e muitas vezes, quem devia algum valor ao vereador, teve perdão da dívida em troca de votos.

Eurípides também é acusado de explorar principalmente pessoas de baixa renda, muitos deles beneficiários do programa Bolsa Família, retendo o cartão magnético do programa e a respectiva senha para efetuar os saques e cobrir os juros devidos das vítimas. Os empréstimos ilegais seriam contraídos com juros mensais na ordem de 30%.

Documentos apreendidos durante operação realizada nesta manhã (24) pela Polícia Federal. (Foto: Divulgação/PF)
Documentos apreendidos durante operação realizada nesta manhã (24) pela Polícia Federal. (Foto: Divulgação/PF)

Além de desvirtuar a finalidade do programa do governo federal, que indiretamente teria financiado a compra de votos, o candidato também realizou a prática conhecida como caixa dois, sonegando e inserindo informações falsas na prestação de contas de campanha.

Quinze policiais federais realizam diligências de busca domiciliar, 02 conduções coercitivas e 02 prisões preventivas, uma delas a do vereador.

Os investigados foram indiciados pela prática das seguintes infrações penais: corrupção eleitoral ativa, falsidade ideológica eleitoral “caixa dois”, usura pecuniária “agiotagem” e retenção de documentos de identificação, cujas penas somadas variam de dois a 11 anos de prisão.

Eleições - O vereador do PTB foi eleito no dia 2 de outubro de 2016, com 365 votos, em Ladário. Antes de ser eleito, Eurípedes trabalhava como motorista de veículos de transporte de carga e tem ensino fundamental incompleto. Foi o mais votado para a Câmara de Vereadores da cidade.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário