A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

02/06/2009 16:55

Juiz ouve testemunhas de acusação da morte de policial

Redação

O juiz do 2ª Vara do Tribunal do Júri, Aluizio Pereira dos Santos, ouve amanhã, partir das 13h30, as testemunhas de acusação do homicídio da policial Elaine Yamazaki, 35 anos. O acusado é réu confesso, o investigador da Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher), Cleideval Vasques. Serão quatro testemunhas de acusação.

Duas testemunhas de defesa serão ouvidas dia 16 e o interrogatório do suspeito ocorrerá no dia 30 deste mês.

Apesar da defesa ter apelado para o fato dele ser réu primário, com 20 anos de dedicação à Policia Civil, a Justiça decidiu negar a liberdade por considerar a materialidade e indícios de autoria do crime e o perigo, caso permaneça solto, de prejudicar a solução do caso.

O assassinato ocorreu na rua Primeiro de Julho, esquina com a avenida Salgado Filho, na Vila Carvalho. Elaine morreu após ser baleada no rosto.

Cleideval foi indiciado por homicídio doloso. Houve a constatação de que alem de não dar chance de defesa à vítima, ele fugiu sem prestar qualquer socorro. A acusação também sustenta crime por motivo fútil, porque segundo depoimento do próprio Cleideval, ele procurou Elaine porque queria "explicações" da vítima sobre alguns recados deixados por ele na página dela no Orkut.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions