A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

03/05/2011 16:20

Juíza Federal que está sob ameaça do crime organizado condenou 700 em um ano

Corte na verba do Ministério da Justiça afetou o contingente da Polícia Federal, comprometendo a segurança dos magistrados.

Ana Paula Carvalho
Juíza de Ponta Porã é uma das prejudicadas por falta de escolta.Juíza de Ponta Porã é uma das prejudicadas por falta de escolta.

Ameaças de morte contra a juíza Lisa Taubemblatt, de Ponta Porã, começaram no segundo semestre do ano passado e se intensificaram no começo deste ano.

Em fevereiro, ela e a magistrada Lidiane Maria Oliva Cardoso, também de Ponta Porã, passaram 20 dias com escolta de cinco seguranças cedidos pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região (SP/MS). “Eles fizeram a nossa segurança no mês de fevereiro e em uns poucos dias do mês de março, mas a verba acabou”, afirma.

O corte virou manchete nacional e um temor para magistrados que atuam na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai. As juízas de Ponta Porã estão entre os 300 juízes federais de varas criminais do País que estão sob ameaça do crime organizado, segundo um levantamento feito pela Ajufe (Associação dos Juízes Federais).

“O que nós queremos é a segurança necessária para nos dirigirmos ao nosso local de trabalho”, pede.

Para a magistrada, as ameaças são decorrentes do trabalho realizado pelo judiciário e pela Polícia Federal. Só em 2009, ela proferiu mais de 700 sentenças, na maioria das vezes relacionadas ao tráfico de armas e entorpecentes. “O trabalho da Polícia Federal tem sido muito bom. Com o serviço de inteligência, estamos conseguindo puxar o novelo”, comenta sobre o crime organizado.

A juíza diz que teme pela segurança, mas sabe que a falta de escolta é devido o baixo contingente da Polícia Federal. “Lamentavelmente a Polícia Federal está com um contingente baixo. Posso falar com você ao telefone e ser ameaçada sem saber, por isso é necessário um trabalho de inteligência para identificar essas ameaças”, lamenta.

Segundo a juíza, foi essa inteligência que identificou uma ameaça contra ela e a juíza Lidiane em fevereiro. A ameaça foi veiculada pela imprensa através de uma nota e foi identificada pelos policiais. “Eles fizeram de um jeito que chegasse até a mim”, afirma, sem detalhar o teor.

“Os traficantes têm se tornado mais ousados, porque eles têm mais a perder”, diz a juíza. E esse é um dos motivos para a ameaça. “Estou em Ponta Porã desde 2006. Trabalho principalmente com narcóticos, armas e munições. Tem acontecido um aumento no tráfico de cocaína e os traficantes estão mais descarados na hora de realizar o transporte. Já pegamos grandes quantidades de drogas sendo transportadas para estados brasileiros”, relata.

A juíza garante que não mudou a rotina por causa das ameaças. “Hoje eu sou a juíza federal que mais proferiu sentenças e quando você começa a fazer um bom trabalho, as pessoas começam a ter a atenção voltada para você. Por nossa causa, os interessados no negócio ilícito perdem”, diz.

Segundo a Polícia Federal, contingente foi afetado devido à redução do orçamento deste ano destinado pela União ao Ministério da Justiça. Se não há contingente suficiente, a segurança dos magistrados acaba sendo afetada. “Houve um corte de verba. É inegável que isso vai afetar lá na ponta”, afirma a assessoria de comunicação da Polícia Federal.



Deveriam ir à Foz de Iguaçu para se revezar com a corajosa juíza - cada um dos membros do STF, do STJ, o ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, a secretária de Direitos Humanos, Maria do Rosário, o deputado Cândido Vaccarezza-PT e cúpula do PT, José Sarney, Renan Calheiros, Romero Jucá, Eduardo Suplicy, Marta Suplicy, Gleisi Hoffmann, Marco Maia,Lula e Dilma Rousseff -, para sentirem na pele como é difícil trabalhar sem infraestrutura, sem logística, sem segurança, no Brasil. A irracionalidade governamental petista ainda vem restringir orçamento para investimento no tripé: educação, saúde e segurança. Mas para manter a máquina pública gastadora de Brasília, o dinheiro sobra. É uma vergonha ao país que uma juíza corajosa tenha que se manifestar para expor a falta segurança para poder exercer as suas funções, quando deveria ser uma obrigação de ofício do governo dar-lhe todas as condições para trabalhar sem ser ameaçada por covardes transgressores da lei. Isso mostra a irresponsabilidade do governo federal e de sua cúpula política ao não prover de recursos instituições voltadas para a segurança dos brasileiros no combate dos mais diferentes crimes. É por isso que os traficantes poderosos desafiam as nossas autoridades, porque o governo federal é negligente, incompetente ou tem medo dos fernandinhos beiramar da vida.
 
Júlio Cardoso em 04/05/2011 10:27:20
Meu Deus do Céu.....Nós brasileiros trabalhadores...temos que fazer alguma coisa pra acabar com essa pouca vergonha em Brasília....Vamos acordar....vamos sacudir este PAÍS....pois se ficarmos de braços cruzados, é sinal que estamos de acordo com tudo que está acontecendo.....Temos que por um fim nesses políticos que só visam seu bem estar e o resto que se dane.....BRASIL....BRASIL.....ACORDA....
 
Rosangela Carvalho em 04/05/2011 09:22:57
Cara, cade o dinheiro do trafíco apreendido pela Federal nesses longos anos, porque não reverter esta grana ilícita para financiar a própria policia no combate ao trafíco?
 
anderson silva em 04/05/2011 09:16:50
Concordo que a segurança é fundamental para todos os profissionais que trabalham em situações de risco, mas como lembrou João da Silva, outros membros da justiça brasileira são cotidianamente ameaçados e não tem o privilégio de terem escolta.

Acredito que o crime organizado criou uma sociedade paralela que oferece condições de ganhos para muitos que não tiveram oportunidades dignas de sustentarem suas famílias. É um problema gerado pela deficiência do estado e também pela nossa grande elite que sustenta muitas dessas práticas. No entanto quem realmente sofre são aqueles humildes trabalhadores que vão parar no cárcere e suas famílias que se desestruturam. Quem lucra com tudo isso são chefes do crime, a parte corrupta da polícia e claro, os advogados.
 
Maria da Silva em 04/05/2011 09:05:35
O numero de sentenças realmente é muito alto, independentemente de estar ou não na fronteira ser ou não juiza o que esta pessoa necessida é apenas segurança, direito de qualquer cidadão e dever constitucional do Estado, é um contra-senso o Estado abandonando um dos seus.
Que a PF, PRF, PM, PRM, PC e todas as outras policias um dia tenham efetivo e treinamento satisfatorio para que tenhamos uma segurança satisfatória.
 
Renan Balyero em 04/05/2011 08:46:05
ESTE É O LEGADO QUE O LULA DEIXOU, E A DILMA VAI ACABAR DE FALIR, POLITICOS QUE SÓ PENSAM NO BOLSO DELE, ELEITOR QUE NAO SABE VOLTAR, TABEM NAO TEM EM QUEM VOLTAR. NOS NAO GOSTAMOS(BRASILEIROS) MAIS OS ARGENTINOS QUE ESTAO CERTOS , VAO PRA RUA, E POE A SUA CARA E PROTESTAM.....BRASIL AME O DEIXE-O.
 
roberto marin em 04/05/2011 08:04:13
Cadê os deputados federais e Senadores, que só pensam em aumentar seus salários para engordarm mais seus bolsos? Quem trabalha realmente nesse país não é valorizado, pra que? É eles que mandam os corruptos para a cadeia, iram dar proteção para quem no futuro podem colocá-los atrás das grades? E ao Sr. Wilian Junior, para que tome conhecimento e não fale asneiras, quem determia o valor e quanto podem gastar no Ministério da Justiça são os Deputados e Senadores´, são eles que o dever é fiscalizar e "legislar" os valores liberados pelo governo federal. O pior é que tem muitos poucos interessados em que se faça cumprir a lei, que não temos corum suficiente para aprovar nada que beneficie o povo brasileiro.

 
alziro junior em 04/05/2011 07:58:00
reduziram a verba da PF e criaram a Força Nacional,a PF tava incomodando gente grande, prendendo politicos, gente influente, teve represalia. Criaram essa policia de mentira, que não tem poder pra prender politicos e gente influente
 
Luis Soto em 04/05/2011 07:22:29
Muito boa a colocação do Sr Everson Antonio Rozeni, antes do chegar ao Judiciário, não podemos esquecer que passou pela policia.
 
Luis Carlos Rebechi em 04/05/2011 07:12:45
Tem juiz se auto promovendo em cima disso,provavelmente será candidato à algum cargo político nas próximas eleições.
 
nilson franco de oliveira em 04/05/2011 06:06:40
ACONTECE QUE O FATO DESTA MAGISTRADA SER CAMPEÃ EM SENTENÇA CONDENATÓRIA NÃO SIGNIFICA NECESSARIAMENTE SUA EFICIENCIA; POIS HÁ DE SE ANALISAR A APLICAÇÃO DA JUSTIÇA E NÃO A QUANTIDADE DE CONDENAÇÕES SÓ PARA MOSTRAR SERVIÇO E SE PROMOVER. É BOM ELA LEMBRAR QUE MUITAS DE SUAS SENTENÇAS SERÃO MERITÓRIAMENTE ANALIZADAS EM INSTANCIAS SUPERIORES E SERÃO DESCONSTITUIDAS POR REPRESENTAR TOTAL PREJULGAMENTO E PARCIALIDADE. PROCUREM CONHECER MELHOR SEU TRABALHO E VERÃO QUE ELA NÃO É TÃO HEROINA ASSIM, PROMOVENDO-SE A CUSTA DE SENTENÇAS INJUSTAS E PARCIAIS PARA TENTAR MANTER O NIVEL DE SEU ANTECESSOR, ODILON DE OLIVEIRA, ESSE SIM,UM PROFISSIONAL ARROJADO E DIGNO DE RECONHECIMENTO.
 
rafael amaral em 03/05/2011 11:10:37
Meu caro WILIAN JUNIOR, Não se esqueça que o orçamento de 2011 foi aprovado em no dia 23.12.2010, no senado, pelos deputados e senadores e a oposição cortou 8 bilhões do orçamento proposto pelo governo, sabe porque, só porque as pesquisa indicavan a vitoria de Dilma para sucessão de Lula. Depois de votarem os parlamentares sairam de recesso e só voltaram para posse do presidente eleito.
As verbas aprovadas no orçamento destina valores certos pra cada área e reserva R$ 12,1 bilhões para emendas parlamentares. desta forma o governante fica engessado, para aplicar recursos, salvo as emendas. Resultado disso, a nossa segurança vulneravel, estamos amerce, enquanto os bandidos prosperaram em meios e facilidades para cometer os crimes.
 
Edilson Pereira da Silva em 03/05/2011 09:43:44
CAROS CAMPOGRANDESES!!! ISSO E LAMENTAVEL.AGORA PERGUNTO??SERA QUE CORTARAM VERBA PARA SEGURANÇAS DO SENADO E DA CAMARA DOS DEPUTADOS FEDERAIS?? ELES ESTAO RODEADOS DE SEGURANÇAS.OS POLITICOS A PRIMEIRA COISA QUE FIZERAM ANTES DO CORTE DE VERBAS FORAM SEUS ABSURDOS AUMENTOS SALARIAIS.PAIS ACORDA TEM MUITA COISA ERRADA!!!
 
Vitor Rocha em 03/05/2011 08:03:45
Se a Policia prendeu, o Ministério Público denunciou e a Juíza condenou, sobrou para o Agente Penitenciário passar o resto dos anos de condena cuidando deste traficante. Pensa bem... se eles mandam matar Juízes imagina o Agente Penitenciário??SÓ JESUS PARA NOS ESCOLTAR TODOS OS DIAS.
 
João da silva em 03/05/2011 08:02:18
Cadê os deputados federais e Senadores, que só pensam em aumentar seus salários para engordarm mais seus bolsos? Quem trabalha realmente nesse país não é valorizado, pra que? É eles que mandam os corruptos para a cadeia, iram dar proteção para quem no futuro podem colocá-los atrás das grades? E ao Sr. Wilian Junior, para que tome conhecimento e não fale asneiras, quem determia o valor e quanto podem gastar no Ministério da Justiça são os Deputados e Senadores´, são eles que o dever é fiscalizar e "legislar" os valores liberados pelo governo federal. O pior é que tem muitos poucos interessados em que se faça cumprir a lei, que não temos corum suficiente para aprovar nada que beneficie o povo brasileiro.
 
KamelEl Kadri em 03/05/2011 07:19:07
Jesus, que vergonha!!

Quando um profissional sério e competente trabalha pra valer, tem que ficar à mercê de ameaças. Onde vamos parar? Falta de verba para a segurança pessoal de magistrados jurados de morte??!! É o fim do mundo!!!! É o inferno que nem Dante conseguiu imaginar.

É de causar indignação e revolta!!
 
marly siqueira caramalack em 03/05/2011 05:50:56
Parabens governo DILMA parabens pra vcs q votarão nela tambem ate agora não fez nada so to vendo viaja e corta gasto!!!!!!!!!!!!!!
 
wilian junior em 03/05/2011 05:35:38
Feliz é o Sr. "Fernandinho Beira-mar", tem escolta 24h por dia, não recebe ameaça e ainda "despacha" do seu gabinete exclusivo os afazeres para os seus comandados e mais, não teve corte na verba.
 
DouglasRuiz em 03/05/2011 05:20:31
Parabéns à Magistrada, porém, é de ressaltar que se ela condenou é porque a polícia prendeu e o ministério público denunciou. Será que só os Juízes estão sendo ameaçados??!!
 
EVERSON ANTONIO ROZENI em 03/05/2011 04:54:13
Na hora em que matarem um Juíz o poder público arruma segurança, é sempre assim, depois que o bandido entra se põe fechadura na porta.
O exemplo mais recente são as enchentes, primeiro espera morrer um monte de gente pra depois resolver o problema. Este é o Brasil. É só os políticos acomodados pararem de gastar o dinheiro público à toa que com certeza sobrará para cuidar da segurança de quem trabalha sério.
Pergunta. Pra que tantos deputados no Congresso Federal? 50% não faz nada lá. E pra que se pagar tanto para tão pouco trabalho?
Acorda Brasil.
 
Jose Paulo em 03/05/2011 04:41:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions