A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2019

06/05/2011 17:17

Ex-prefeito e secretário de Sonora são condenados por improbidade

Fabiano Arruda

A 5ª Turma Cível do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) julgou, ontem, apelação cível, e acatou parcialmente o recurso do Ministério Público Estadual de improbidade administrativa contra o ex-prefeito de Sonora João Cavalante Costa, além de Mário Antonio Siqueira, ex-secretário de Obras do município.

O ex-prefeito e o ex-secretário tiveram suspensos os direitos políticos pelo prazo de cinco anos.

Na decisão, de relatoria do desembargador Luiz Tadeu Barbosa Silva, a empresa SP Comércio e Representações também foi condenada e proibida de contratar e de receber benefícios ou incentivos do poder público pelo prazo de cinco anos.

Segundo informações do Tribunal de Justiça, a condenação foi de ressarcir os cofres públicos em R$ 40.682,37, valor ainda a ser corrigido.

A empresa havia recebido R$ 134.524,29 para obras de drenagem, mas não as executou em sua integralidade, o que gerou prejuízo aos cofres públicos.

Ainda conforme informações do TJ, o relator concluiu o envolvimento dos envolvidos na improbidade administrativa “nos fatos que causaram dano ao erário, atestando o fiel cumprimento do contrato de obra pública prestado pela firma individual, fato não verdadeiro, pois, como exaustivamente demonstrado, o contrato foi cumprido de forma parcial, o que redundou em prejuízo ao erário”.

Criança de 3 anos que se afogou em piscina melhora em hospital
A menina de três anos que chegou à Santa Casa em estado grave depois de se afogar em uma piscina na tarde de domingo (20), apresentou melhora e não p...
Maioria concorda com demarcações sob o crivo do Ministério da Agricultura
Você concorda que a demarcação de terras seja responsabilidade do Ministério da Agricultura? Foi esta a pergunta feita pelo Campo Grande News nesta s...


Vamos ao que interessa:
Eles vão para a cadeia? Vão devolver o que pegaram?
Se não forem para a cadeia e nem devolverem o que pegaram, pra que esa palhaçada toda de condená-los?
Estamos consados de politicos corruptos serem condenados e, logo em seguida conseguirem uma liminar para que voltem aos seus cargos ou poderem concorrer à algum cargo politico, é só recorrer à Instâmcia superior que em um passe de mágica vem uma contra ordem, mudando toda uma sentença e deixando a população achando que ser honesto é sinônimo de "trouxa".
 
Kamél El Kadi em 07/05/2011 09:07:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions