A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

27/09/2010 13:58

Mato Grosso do Sul conta com apenas 14 IMLs, aponta IBGE

Redação

Dados do IBGE (Instituto Brasileira de Geografia e Estatística) sobre os indicadores sociais do Brasil apontam que apenas 14 dos 78 municípios de Mato Grosso do Sul contam com serviço de identificação de corpos. A situação causa transtorno nas situações em que o corpo precisa ser levado para outra cidade para os procedimentos de medicina legal.

Segundo a Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), o número de IML (Instituto Medico Legal) é ainda menor. A assessoria de imprensa informou que o Estado conta com 11 unidades regionais de perícia e identificação, que realizam o serviço de identificação de corpos.

As unidades estão instaladas nos municípios-polo de Aquidauana, Corumbá, Coxim, Dourados, Fátima do Sul, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã, Três Lagoas, além de Campo Grande.

O leitor Valmir José Gregório entrou em contato com o Campo Grande News para reclamar a situação de espera para identificação de mortos. No último sábado, às 20 horas, um homem identificado como Eduardo Aguilar morreu após colidir o carro que dirigia contra um ônibus.

O acidente aconteceu na rodovia MS-141, entre Ivinhema e Angélica. "Estamos indignados com o que vem acontecendo. O corpo de Eduardo só foi liberado por volta das 14 horas de domingo", reclama Valmir.

Ele complementa que, caso a unidade de Nova Andradina não atenda o caso, o corpo precisa ser levado para Naviraí, Dourados ou Campo Grande.

IBGE

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions