A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

19/10/2014 09:15

Mega esquema de segurança na fronteira deve ser ativado em novembro

Renan Nucci
Exército reforça segurança na fronteira por meio do Sisfron. (Foto: Divulgação)Exército reforça segurança na fronteira por meio do Sisfron. (Foto: Divulgação)

O projeto piloto do Sisfron (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras) do Exército deve ser inaugurado na primeira quinzena de novembro, na 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada de Dourados, se estendendo às unidades de Amambai, Bela Vista e Ponta Porã.

Segundo o major Rodrigo Alves, da assessoria de comunicação do CMO (Comando Militar do Oeste), em Campo Grande, a implementação está na etapa final. O sistema de sensoriamento terá radares, dispositivos de comunicação integrada e veículos aéreos não tripulados, visando aumentar a proteção das fronteiras.

O major explica que toda a infraestrutura com equipamentos de última geração já foi montada, incluindo o treinamento dos militares. Ele alega que o projeto passa por uma fase de testes desde o ano passado, restando apenas o acertos dos últimos detalhes antes da inauguração oficial.

”A previsão é que inauguremos em novembro, com cerimônia envolvendo diversas autoridades e órgãos federais. Este projeto piloto será usado como exemplo. As experiências obtidas agora junto à 4ª Brigada de Cavalaria de Dourados, na zona de fronteira com o Paraguai, serão repassadas para as demais unidades a serem instaladas em Mato Grosso do Sul, na fronteira com a Bolívia, e em outros estados brasileiros”, explicou.

O major afirma ainda que o ápice das operações será a interoperabilidade nos trabalhos de monitoramento. “Por meio deste sistema, o exército vai detectar as demandas e compartilhar as informações com as outras forças de segurança, integrando as ações e dando maior efetividade no combate ao crime”, disse. “Os reflexos serão notados imediatamente”, completou.

Não haverá deslocamento de efetivo para assumir os postos no Sisfron. Os militares que já servem a cada uma das bases recebem treinamento específicos, e são escalados de acordo com a demanda. O projeto foi elaborado entre 2010 e 2011, tendo como objetivo monitorar os cerca de 17 mil quilômetros de fronteira do Brasil com demais países da América do Sul. É previsto investimento na casa dos R$ 12 bilhões. No dia 06 de agosto, o chefe do Estado-Maior do Exército, general de Exército Adhemar da Costa Machado Filho, esteve em Mato Grosso do Sul para acompanhar o andamanto da implementação do projeto.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions