A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 24 de Janeiro de 2018

14/01/2008 07:21

Obra de barragens devem demorar 3 meses

Redação

Se as chuvas deixarem, ainda vai levar até três meses para ficarem prontas as barragens que a prefeitura está construindo no córrego Sóter, na avenida Via Parque, justamente para conter os efeitos das enchentes em Campo Grande. A previsão foi dada nesta manhã por um dos engenheiros responsáveis pelas obras, João Carlos de Almeida, da construtora Equipe Engenharia, que venceu a licitação para edificar as três barragens.

Por essa expectativa, a estrutura considerada essencial no projeto da prefeitura de conter as enchentes, ficaria pronta depois de março, quando a temporada de chuvas já tiver acabado. A primeira barragem, próxima ao Parque Sóter, já está pronta. A segunda em construção foi danificada no sábado (12 de janeiro) pela tromba de água que caiu em Campo Grande.

A água levou parte da estrutura de concreto, terra e uma grande quantidade de pedras que haviam sido colocadas como parte do reforço de fundação. Haviam sido colocados 8 caminhões de pedra, e não 18 como informado ontem pelo Campo Grande News .

No lugar, ficou um vazio onde antes haviam vãos de concreto. O engenheiro explicou que dois vãos, de 1,80m cada um, foram levados pelas águas. Um terceiro foi retirado para que o trabalho seja refeito, como explicou. Almeida informou que o estrago de sábado não provoca um atraso muito grande. Segundo ele, "caso não chova", em uma semana é possível refazer o que foi perdido.

Ainda de acordo com o engenheiro, não houve prejuízo em outros trechos da obra das barragens. Outra informação dada pelo profissional é que, o prejuízo fica para a empreiteira que, quando entrou na licitação, já considerou essas possibilidades. Ou seja, os valores cobrados da prefeitura já incluem eventuais perdas como as que estão ocorrendo.

Não é a primeira perda com chuvas que ocorre nas obras para conter enchentes. Em quase todos os trechos onde estão ocorrendo intervenções, algum tipo de estrago decorrente do efeito das águas já foi identificado.

Essenciais - As barragens que estão em construção na Via Parque são parte essencial no projeto da prefeitura de contenção de enchentes, que entende que boa parte dos problemas que a cidade tem enfrentado com alagamentos são atribuídos à crescente e rápida impermeabilização da região ao redor do Córrego Sóter. Isso diminuiu a absorção pelo solo e fazendo com a água pare no córrego e, no fim das contas, desemboque nos córregos Prosa e Anhanduí.

Quando as estruturas estiverem concluídas, a expectativa é que segurem a água da chuva por 15 minutos, para dar tempo de escoamento, segundo informação já repassada pelo secretário de Obras do município, João Antônio de Marco.

Mega-Sena sorteia bolada acumulada em R$ 20 milhões nesta quarta-feira
A Mega-Sena vai sortear na noite desta quarta-feira (24), após quatro sorteios sem vencedor do prêmio principal, a bolada acumulada em R$ 20 milhões....
UEMS abre período de rematrículas; prazo vai até o dia 3 de fevereiro
Já foi aberto pela UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) o período para rematrículas dos acadêmicos da para o ano letivo de 2018. O praz...
Encomendas enviadas pelos Correios poderão ser rastreadas pelo CPF
A partir de quinta-feira (25) usuários de serviços postais dos Correios poderão acompanhar suas encomendas informando apenas os números do CPF ou do ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions