A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

13/04/2013 15:24

Paulo do Radinho é alvo de ataques no centro e suspeita de homofobia

Elverson Cardozo
Paulinho do Radinho no aniversário de 15 anos. Paulinho do Radinho no aniversário de 15 anos.

Há 16 anos percorrendo a cidade, Paulo César da Silva Baptista, o "Paulo do Radinho", de 53 anos, figura conhecida em Campo Grande, foi alvo de dois ataques no centro. Na tarde de hoje, ele procurou a Polícia para registrar boletim de ocorrência contra o segundo. Criminosos o atacaram com balas de chumbinho enquanto ele se apresentava no cruzamento da rua 14 de julho com a avenida Afonso Pena. O artista suspeita que está sendo vítima de homofobia.

O primeiro disparo, afirmou, foi na sexta-feira retrasada, dia 5 de abril deste ano, durante a noite, em frente à Galeria Dona Neta. “Atiraram um chumbinho no meu pé”, contou.

Ontem (12) a situação se repetiu, no mesmo local e em horário semelhante, entre às 20h30 e às 22h. Desta vez, Paulo foi atingido em uma das pernas que, segundo ele, ficou com hematoma. “Sempre que estou parado falando poesia ou conversando eles atiram com um negócio de pressão”, contou.

Dois projéteis recolhidos por ele foram entregues à polícia. A vítima relata que vai passar por exame de corpo de delito na segunda-feira (15), no IMOL (Instituto Médico e Ondotológico Legal).

Paulinho não sabe dizer quem atirou. Não viu os autores em nenhum momento, mas suspeita que esteja sendo alvo de ataques homofóbicos, isto porque resolveu assumir publicamente, em entrevista ao Lado B, que era gay.

“Eu não sei o que está acontecendo. Pode ser um monte de coisa. Eu desconfio que seja isso porque assumi que sou gay. Um monte de gente se afastou de mim e achou um absurdo. Falaram que eu era discreto e que não precisava ter me assumido em um jornal”, declarou.

Com receio, Paulo do Radinho afirmou que vai trocar de lugar na próxima sexta-feira (19). Ele vai se apresentar na rua 13 de maio, próximo a um posto de gasolina, mas não pretende abandonar o espaço em frente à galeria.

“Não quero sair do prédio porque tenho muitos fãs lá. Não tenho prova de quem foi, mas tenho suspeita”, afirmou, se referindo às agressões que sofreu.

O artista ressaltou ainda que, em 16 anos de trabalho, nunca passou por esse tipo de situação. “Já me tacaram ovo, mas chumbinho não. Se pega na minha vista, aquilo me cega”.



Gente,desculpa falar,moro num predio na afonso pena c/14 de julho,conheço o paulo tem 20 anos,mas tem hora que ele encomoda com aquela gritaria dele.Quando da 23:00 aquele silencio ,só ve ele gritando.Onde anda a lei do silencio,ele incomoda,é simples faz uma pesquisa em torno de onde ele fica,no começo é legal,diferente, mas vai estressando.Até pq ele não é nem um cantor pra ficar gritando,e cantando aquelas musicas antigas.
 
alessandro dos santos em 15/04/2013 08:58:58
Acho que este Paulo Soares este enganado pois conheço o Paulo ele nunca mecheu com Homem nenhum no centro da cidade que eu saiba e que ele me contou... Pois Paulo Soares ele nunca olhou na sua cara tenha mais respeito com os outros e pare de mentir fazer comentário mentirosos e outra a pessoa é livre para assumir a sexualidade onde quiser e em qualquer lugar do brasil e do mundo Então pessoal vamos ter mais educação com as pessoas vamos tratar todos com igualdade Sem racismo e sem preconceitos ......Somos todos livressss......
 
Rafael Alves De Oliveira em 14/04/2013 22:38:53
Pois é põe uns guardas apaisana uma hora dessas e dá um cacete no sujeito oras, o cara ta na dele fazendo o que gosta, ele nunca fez mal a ninguém até onde sei.
 
Junior Ferreira em 14/04/2013 14:38:47
Bom, concordo com o Guilherme Cavalcante, ele não desrespeita ninguém, pelo menos que eu tenha visto, desde criança vejo ele alegrando o pessoal que por ali passa, até hoje passo por essa rua junto com minha namorada e sempre buzinamos para ele, afinal ele é um artista da cidade, certo dia minha mãe e eu o encontramos no shopping, assim fomos conversar com ele, de forma alguma ele desrespeitou a minha mãe ou a mim e nem minha namorada, sinto dizer que quem faz uma coisa dessas "alegando" que ele mexe com as mulheres e homens, no intuito de agredir uma pessoa, um cidadão assim como todos, simplesmente tenho dó, pois por aí você percebe o quão pequeno é a mentalidade e o nível que essa pessoa tem, além de sua própria índole.
só salientando para o Paulo Soares.. Mexer é com X blz?!não esquece
 
Luciano Torres em 14/04/2013 13:50:20
Estou com você Paulinho. O ser humano me dá vergonha às vezes por sua covardia e falta de educação.
 
Camila Maia em 14/04/2013 11:17:16
Num mundo de hipócritas, você pode ser o que quizer, desde que não se revele.
 
arnaldo saracho em 14/04/2013 08:45:16
Para Paulo Soares:

Com quantas mulheres você já mexeu na vida? Isso também não é incômodo a elas?

Mas bem, a verdade é uma só, aliás, duas:
> Primeiro --> Paulinho não mexe com ninguém
> Segundo --> Mexer é com X, e não com CH.
 
Guilherme Cavalcante em 14/04/2013 03:49:34
esse sr do radinho meche com muitos homens na cidade,eu passo por ali todos os dias,e ele meche,me deixando em situação constrangedora...não é só comigo ele meche,são muitos homens...ele nos deixa em situação ruim...e agora quer falar em homofobia??? ele quer ser homosexual,que seja,mas ele tem que respeitar as pessoas!!!!
 
paulo soares em 13/04/2013 23:55:25
cada um faz o q quer da vida,e os verdadeiros amigos com certeza continuam,embora eu acho q Deus fez HOMEM e MULHER...Mas cada um vive do jeito q for conveniente,eu amo as vidas e respeito cada um na sua individualidade!!!Abraçao amigo do radinho...
 
kener araujo em 13/04/2013 22:28:45
Sr. Gustavo Ribeiro, ele disse que pode ser um monte de coisa, a suspeita que seja homofobia é pela fato da coincidência dele ter assumido sua orientação sexual a poucos dias. Pode ser homofobia dependendo das circunstância. Ele teve a coragem que poucos tem, inclusive quem está atacando, tão covarde que se esconde para ataca-lo.
 
Luiz Carlos Barbosa em 13/04/2013 21:58:26
Na verdade esse moço precisa de tratamento, pois seu comportamento não se enquadra no de uma pessoa normal. Agora, dizer que é homofobia... pelo amor..
Não aguento mais ouvir falar nisso. Tudo é homofobia. Daqui a pouco vão dizer que eu sou homofóbico, que o pastor feliciano é homofóbico e etc. Assim não dá.
 
Paulo Botelho Pinto em 13/04/2013 20:39:02
Mas tudo na vida, agora é homofobia?!?
 
Alexandre Costa em 13/04/2013 20:36:08
Essas pessoas com certeza acham que são melhores que ele! Afeeee, é pra acabar mesmo!! Deixem o cara em paz, ele só curte a vida, que é dele, aliás!
 
Juçara Rosa em 13/04/2013 20:31:40
pow o cara e divertido, nao mexe com ninguem, deve ser algum vagabundo que nao tem o que faser....
 
davi de oliveira em 13/04/2013 20:19:21
já vi sacanearem com várias pessoas nas ruas, e tudo tão somente pela banalização que se tornou a violência hj em nossa sociedade. Mas agora, infelizmente, tudo será referido como HOMOFOBIA...

Acho que está começando a surgir é a HETEROFOBIA, onde logo, logo, ser hétero será errado....
 
Fabrizio Jonas em 13/04/2013 20:13:08
Paulo do Rádio, além de grande artista, é um patrimônio da nossa cultura e merece respeito. Notícia muito triste.
 
Áttila Gomes em 13/04/2013 19:56:03
A sociedade em geral não aceita o diferente, mas ninguem é obrigado a assumir o que é ou não, qd alguem assume alguma posição corre o risco de enfrentar os que não pensam como ele. Não concordo com as agressões, mas também n aceito engolir goela abaixo as imposições alheias. Assumir que é gay está na moda, assim como os ataques feitos pelo Feliciano. Ele nem precisava assumir publicamente que era gay, sempre foi visivel, e o que isso acrescenta para a sociedade???? Nada. Cabe agora a polícia tentar identificar o agressor, mas com certeza deve ser alguem que mora por ali e que não pode ser visto qd pratica a agressão. Boa sorte ao Paulinho e que a polícia faça alguma coisa.
 
Maria Auxiliadora Moraes em 13/04/2013 19:42:30
eu acho isso uma falta de educaçao, com o ser humano...ele esta fazendo o seu trabalho...
 
rosangela mesquita leite em 13/04/2013 19:13:55
Vai ver que quem o atacou não aceita sua própria homossexualidade
 
Nilson André em 13/04/2013 18:00:29
Amigo do curso de Geografia da FUCMT e de lutas pela redemocratizaçao etc etc Paulo conheço seu carater e sua dignidade a decadas e sei da sua cultura que nao deve ser diminuida por esse tipo de atitude. Continue nos alegrando com suas performaces porque os caes ladram mas a carruagem segue.Esperamos agora que a policia cumpra a sua obrigaçao. Forte abraço do seu admirador e amigo . Guerrero.
 
joao pedro guerrero em 13/04/2013 17:58:42
Forças Paulinho vc é um cara do Bem! e toda força e proteção para vc que sempre dá um jeitinho de tirar um sorriso das pessoas que passam pela avenida as vezes já cansada do trabalho e vc está lá1 um animo aos campograndense, tenho certeza que nossos amigos policiasi civil irão investigar e chegar a essas pessoas.
 
sandra lima em 13/04/2013 17:55:47
Decerto é alguma quadrilha chefiada por Marco Feliciano que veio aterrorizar Campo Grande...
 
Luciano Silva Oliva em 13/04/2013 17:28:49
É algum gay , com medo de se assumir e com muita inveja da coragem dele.


 
laura ramos em 13/04/2013 17:13:15
Tudo agora é homofobia........
 
Gustavo Ribeiro em 13/04/2013 16:50:11
é lamentável a dificuldade de algumas pessoas de aceitar o diferente. outro dia li no face uma page do dr drauzio varela sobre homossexualidade. pena que os intolerantes sejam tbém ignorantes, e nem procuram saber a respeito. minha solidariedade Paulo.
 
marcia fenero em 13/04/2013 16:47:03
Coitado do cara, pior seria se estivesse roubando ou matando.....
 
Elaine de Almeida em 13/04/2013 16:23:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions