ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, DOMINGO  27    CAMPO GRANDE 31º

Cidades

PMs condenados em Jardim já estão no presídio da Capital

Por Redação | 02/09/2009 07:53

Já estão no Presídio Militar de Campo Grande os dois policiais militares condenados ontem pelo assassinato de Altair Cavalheiro Flores Neto, conhecido como "Neto Ferro", crime ocorrido no dia 22 de dezembro de 2003, em Jardim, município distante 281 quilômetros de Campo Grande. O tenente-coronel Gibson de Jesus Maroni Cabral e o cabo Celso Rodrigues Romeiro saíram presos do julgamento realizado ontem em Jardim.

Eles continuam a receber os salários, conforme prevê a legislação. Somente quando o Comando Geral da PM receber a notícia da condenação, será instaurado conselho de justificação para julgar o oficial e de disciplina para o cabo.

Cabe ao comandante-geral, Geraldo Garcia Orti, decidir se afasta o praça e ao governador, André Puccinelli (PMDB), resolver a situação do oficial.

O tenente-coronel foi condenado a 19 anos, Romeiro a 14 anos. Neto foi executado com cerca de 20 tiros de pistolas calibre 9 mm, 7.65 mm e revólver 38 no interior do carro dele.

O motivo do crime foi uma briga com o filho do oficial, Bruno de Matos Maroni, que foi condenado a 16 anos de prisão.

Regras de comentário