A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

11/02/2014 08:46

Policiais militares são presos acusados de torturar e matar adolescente

Edivaldo Bitencourt

A Polícia e o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) prenderam três policiais militares por torturar e matar um adolescente de 16 anos em Anaurilândia, a 372 quilômetros de Campo Grande. Eles foram encaminhados para o Presídio Militar de Campo Grande nesta terça-feira (11).

Conforme o MPE (Ministério Público Estadual), os militares mataram o adolescente Bruno Gabriel Olavo da Silva, 16 anos, ao investigar o furto de uma motocicleta no município. No dia 7 de janeiro deste ano, os policiais abordaram Bruno, mas ele evadiu-se do local e foi perseguido, inclusivo com disparos de arma de fogo.

Os policiais militares Daniel Caldeira de Oliveira, Daniel Paes da Fonseca e Lindolfo Lemes Fernandes Júnior estavam de folga e sem farda. Eles pegaram o jovem e começaram a agredi-lo com o objetivo de obter a confissão sobre o furto da motocicleta.

“A violência física foi tamanha que a vítima não conseguiu caminhar até a viatura, para onde foi carregado pelos policiais militares e encaminhado, sem que existisse mandado de apreensão ou situação de flagrância, para a Delegacia de Polícia”, informa o Gaeco, em nota à imprensa.

Os policiais deixaram o menino passando mal em uma sala e foram na busca de outros suspeitos do crime.
O investigador de polícia Antônio Luiz dos Santos, que estava de plantão, encaminhou Bruno para o Hospital Sagrado Coração de Jesus, onde morreu.

A certidão de óbito atesta que houve tortura, já que a causa da morte foi “hemorragia interna aguda, choque hipovolêmico e trauma abdominal fechado ação contundente”.

O promotor de Justiça Magno Oliveira João pediu a decretação da prisão dos policiais. O pedido foi acatado pela Justiça e eles foram presos na manhã de hoje.

A assessoria do Comando Geral da Polícia Militar informou que deve se manifestar sobre o caso ainda na manhã de hoje. 

 

Polícia investiga morte de adolescente após perseguição policial
A Polícia Civil de Anaurilândia, distante 371 quilômetros da Capital, investiga a morte de um adolescente de 16 anos que morreu ontem (7) depois de u...
Indenizações por morte no trânsito crescem 24% em relação a 2016
O número de indenizações pagas pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro Dpvat) entre janeiro e novemb...
ANS regulamenta novas regras de compartilhamento para planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou duas resoluções normativas na tentativa de dar mais segurança e estabilidade ao mercado de pla...


Ontem neste mesmo site eu pude ler que um Policial Federal embriagado atropelou e não prestou socorro a dois Policiais Militares, hoje eu li a matéria que fala do policial que atirou no cachorro do vizinho, agora policiais no interior acusados de tortura e homicídio... Como não generalizar e acreditar que existe gente honesta na polícia, se sabemos que nenhum destes criminosos serão punidos?
 
Marcelo do Nascimento em 16/02/2014 16:33:21
Entendo você CLAUDIO MOURA mas lá eles seriam minoria e contra a força, não há reação.
 
Charles Luciano em 11/02/2014 17:08:39
Fico pasmado com os comentários de alguns cidadãos por este canal. Chegam a tachar os Policiais como "marginais", comparando-os com aqueles que comentem os mais graves crimes. Fazem conclusões esdruxulas, sem saberem o que falam. É o tal "achismo" sem lógica. Conheço um dos PM, pessoa de caráter irrepreensível, é uma lastima o que ocorreu e forma como está sendo tratado, pois os 03 profissionais não contam em suas fichas nenhuma conduta similar ou qualquer outra. Também não oferecem risco a sociedade, entendo ser um tanto arbitral o pedido de prisão destes. Ademais, o menor falecido, de ficha criminal extensa merece destaque. Nos tempos atuais, nenhum PM colocaria o seu cargo em risco por tal fato. Assim, discordo de todo comentário indevido abaixo. Não gosta da PM mas não vive sem a PM!
 
Renato da Silva Aguiar em 11/02/2014 16:44:51
Caro Marcos Montania, sei como funciona sim, sou agente, e sabe, quando chega gente como você aqui, a primeira coisa que faz é pedir seguro, pois não são homens para se garantir no meio da massa.
 
Charles Luciano em 11/02/2014 16:16:39
Imaginem as atrocidades que estes torturadores cometeram com esse menor infrator. Enquanto, policiais sem escrúpulos continuarem agindo assim, só vão mancharem o nome da corporação. O Comando da PM deveria dar um basta nestes tipos de crimes e punir exemplarmente policiais que agem assim. Porque nos quadros da PM a grande maioria de seus componentes são homens honrados e humanos. No Brasil não existe Pena de Morte, por que eles agiram assim? Será que tinham a certeza que não seriam punidos?
 
Luis Acordado em 11/02/2014 15:50:57
E depois querem denegrir a Guarda Municipal pelo ocorrido... frutas podres tem em toda Instituição! Fica a dica! Cuidado com o teto de vidro!

Saulo Augusto Lima em 11/02/2014 09:39:49

Faço suas minhas palavras, na hora de atirar a pedra dizendo coisas sem nexo muitos pm's estavam comentando o fato do guarda mas com certeza é mais louvável tirar a vida de um ser humano que mesmo sendo desumano não cabe a pm ou a qualquer pessoa dizer q deve ou não tirar a vida de outro...
 
Carlos Alexandre em 11/02/2014 15:29:24
Ainda encontramos pensamentos assim: "ele tinha ficha na polícia". Como se isso desculpasse ele ser torturado. Polícia é para cumprir e fazer cumpri a lei! Enquanto ficarmos nessa de desculpar desvio de condutas dos agentes públicos, receio que notícias como essas vão tornar a se repetir.
 
Aguinaldo Soares em 11/02/2014 15:07:49
O presidio militar existe para proteger o preso comum de um preso militar Charles! E não o contrário! Acha que policiais q recebem treinamento específico, fariam exatamente o q faria um preso comum?! teria a mesma reação em grupo?
 
CLAUDIO MOURA em 11/02/2014 15:06:54
Claro que resultaria nisso. Desde quando PM tem atribuição para realizar investigação??? A Polícia Federal e a Polícia Civil, detentoras da competência para investigar, têm, dentre as mais de 60 (sessenta disciplinas) em suas academias, disciplina específica dessa matéria com técnicas especiais de interrogatório, que jamais inclui o nefasto instrumento de TORTURA. Vejam bem, eu disse TÉCNICAS! É por isso que a investigação não pode ser realizada por qualquer um...
 
Manfredini Mildertoff em 11/02/2014 14:06:06
Charles, sabe como funciona a Máxima, né? Você está vivo, quer dizer que com você não usaram cordas, só "pau"! Coitado da sua 'bera', ficou sem 'era'! rsss
 
MarcosMontania em 11/02/2014 13:01:49
a capivara do "menor" é extensa já cometeu muitos crimes...talvez vc já foi vítima dele...
 
lucas graciano em 11/02/2014 12:24:39
Senhor Márcio, melhor sua sugestão do que virar policial bandido/assassino e sair matando adolescentes!!! Covardes!!!! Que paguem pelo crime!!!
 
waneide ferreira em 11/02/2014 11:19:18
que sirva de exemplo para todo os policiais...que virem funcionários públicos.cumpram seus horários e vão para casa sem stress.
 
marcio silva em 11/02/2014 11:06:41
Só fico triste porque esses marginais de farda se forem presos, vão para o presidio militar, eu queria ver esses lixos soltos lá na máxima, no meio da alta bandidagem, não durariam 10 minutos, iam pra corda sem era nem bera.
 
Charles Luciano em 11/02/2014 09:43:07
E depois querem denegrir a Guarda Municipal pelo ocorrido... frutas podres tem em toda Instituição! Fica a dica! Cuidado com o teto de vidro!
 
Saulo Augusto Lima em 11/02/2014 09:39:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions