A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

01/06/2013 09:29

Prazo termina e família continua em fazenda invadida por terenas

Francisco Júnior e Aliny Mary Dias, de Aquidauana
Índios bloquearam acesso a fazenda. (Foto: Marcos Ermínio)Índios bloquearam acesso a fazenda. (Foto: Marcos Ermínio)

O pecuarista Nilton Carvalho da Silva Filho, a esposa e dois filhos permanecem na fazenda Esperança, em Aquidauana, mesmo com o fim do prazo de 24 horas dado pelos indígenas Terenas, que invadiram o local desde ontem. Conforme ordem dos índios, a família teria que ter deixado a propriedade por volta das 7 horas.

Porém, os indígenas vão aguardar até 10 horas, quando acontece em Campo Grande um reunião entre o coordenador do Fórum Nacional de Assuntos Fundiários e o representante do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), Rodrigo Rigamonte, com autoridades de Mato Grosso do Sul CNJ (Conselho Nacional de Justiça) para decidir sobre a expulsão do proprietário da sede da fazenda.

São pelo menos 800 indígenas que estão no local. Todos os acessos à fazenda estão bloqueados. A imprensa não foi liberada para chegar até a propriedade.

O bloqueio foi montado cerca de 15 quilômetros da sede da fazenda, que fica na região do distrito de Taunay. Os indígenas estão com os corpos pintados e armados e com arcos e flechas.

Apenas o sargento Juliano Maciel, do destacamento do distrito Taunay, foi autorizado a entrar para negociar com os indígenas.

Os índios fazem parte de sete aldeias de Aquidauana e reivindicam a ampliação da terra indígena Taunay Ipegue. Em Aquidauana, os índios vivem em pouco mais de 6 mil hectares, mas lutam pela ampliação para 33 mil. Essa área já foi identificada como indígena por estudos antropológicos e abrange todo o distrito de Taunay, que hoje tem 93 imóveis.

Os índios que estão na fazenda Esperança vieram das aldeias Taunay, Ipegue, Colônia Nova, Água Branca, Imbirussu. Bananal e Lagoinha. No total, estima-se que vivem entre 7mil a 9 mil indígenas.

Apesar de prazo de 24h, dono de fazenda afirma que não sairá de área invadida
O grupo de índios terena que invadiu a Fazenda Esperança na manhã desta sexta-feira (31) em Aquidauana deu prazo de 24 horas para a família sair da s...
Índios dão 24h para família sair de fazenda invadida em Aquidauana
O grupo de 500 indígenas que invadiu a Fazenda Esperança na madrugada desta sexta-feira (31) exige a saída do casal e de dois filhos adolescentes que...


Quem achar que as terras são dos índios que de suas casas para
eles, pois eles chegaram aqui no BRASIL primeiro.
Sou a favor a demarcação desde que os índios não sejam mais
sustentados pela funai
 
Adriano Franco em 01/06/2013 20:10:10
O governo deveria investir nos índios e não em terras, eles ja possuem 6000 mil hectares voces sabem quanto de terra isso sigtnifica? È muita terra, mas do que adianta muita terra e não saber o que fazer com ela?!...
 
Guilherme Silva .'. em 01/06/2013 14:49:04
Terra de índios começam em Porto Seguro/BA e segue pelos 8.000.000 de km quadrados deste pais (Brasil).. Bom a questão é que não deixaram o índio interagir com o progresso, descriminaram essas etnias de certa forma que criaram uma FUNAI ao invés de deixarem o índio ser cidadão como direitos iguais... Cultura não precisa transformar índios em eternos silvícolas... Existem museus... Ja pensou se fossemos manter a cultura dos homens da caverna para a humanidade???? Ora o índio são seres humanos que precisam ser tratado como tal senão o resultado sera miséria, FUNAI, morte, desrespeitos as leis, descriminação enfim tudo de ruim que estamos vendo nos dias hoje...
 
carlos lima em 01/06/2013 14:00:45
Quando o general Rondon construiu a rede de telegrafo, contou com a ajuda de índios terena e de outras etnias, e muitos ainda andavam nus. O exercito de Rondon num ato de compaixão, vestiam os índios com as fardas do exercito para que os mesmos não sofresse com o frio. E os índios se chamavam de soldado, cabo, sargento e capitão e ainda hoje há muitos caciques terena que são intitulados de "capitão" por isso usavam a farda oficial com muito orgulho. O uso do simulacro do fardamento das forças armadas é livre. A informação é para os leitores preconceituosos e ignorantes,ok? E outro: é bom que volte o governo do regime militar que ai esta decretado o fim do casamento gay, bandido de 12 anos imune as leis, maconha, cervejada em publico, vadiagem,"bispos" milagrosos, políticos corruptos...
 
samuel gomes TERENA-campo grande em 01/06/2013 12:02:39
MAIS ESTAS TERRAS ERAM DELES... E FORAM EXPULSOS NO PASSADO... CERTO OU NÃO , É DIREITO DELES BRIGAREM... RIQUEZAS FORAM CONSTRUÍDAS EM CIMA DESTAS TERRA.S.. E ELES, HOJE ESTÃO JOGADOS PELOS CANTOS... SE EU FOSSE ÍNDIO, BRIGARIA TAMBÉM, ASSIM COM OS ISRAELITAS BRIGAM PELAS TERRAS EM ISRAEL ,POIS ESTAS TERRAS LHES FORAM TOMADAS , ATRAVÉS DE MASSACRES QUE OCORREM COM ESTES POVOS AO LONGO DA HISTORIA DO BRASIL.... É SÓ LER A BIOGRAFIA DE " RAPOSO TAVARES".
 
CARLOS CRUZ em 01/06/2013 11:58:12
É uma pouco vergonha o que esses "índios" estão fazendo. É totalmente indignante isso...
Eles só querem chamar atenção e ganhar nas custas dos outros, outros esses, fazendeiros que acredito que lutou (civilizadamente) para conseguir um pedaço de terra, dai vem esses desocupados e querem tirar o que é do fazendeiro. Estudei e estudo com indígenas e acredito que eles devem levar a vida deles como qualquer um, eles tem a mesma cor de sangue que nós, tem pernas, braços, cabeça, nariz, não são nem um pouco diferentes de nós para querer tudo assim de mão beijada. Por que não vão trabalhar e conquistar suas coisas assim como os que cursam Enfermagem comigo, que querem ser alguém na vida? Acorda indígenas, progridam, cresçam e saiam desse pensamento que é tudo de você e vão viver suas vidas.
 
Bruna Batista em 01/06/2013 11:30:52
Volta Regime Militar pelo amor de Deus!!!!!!!!!!
 
Marcos Maia em 01/06/2013 10:44:38
Armados com arcos e flechas, mentira, eles tem espingardas, trabucos...etc. Tem até índio de roupa camuflada, hauhuahuhau. É uma pouca vergonha o que fazem com o direito do cidadão, que paga impostos, trabalha, estuda etc...Façam a demarcação, mas paguem o que o produtor deve receber, porém, cancelem todos os auxílios financeiros dos índios, e façam-nos trabalhar, produzir ( a única coisa que produzem são crianças ), pagar financiamentos, impostos etc......Quero ver se fica um índio nessas fazendas....hauhauhuahuahuha. Falo porque conheço!
 
claudio Oliveira em 01/06/2013 10:37:03
é impressão minha ou um índio está vestindo uma farda do exercito brasileiro? de acordo com o DECRETO-LEI Nº 3.864, DE 24 DE NOVEMBRO DE 1941, Art. 96 Salvo exceções previstas em lei, o uso dos uniformes do Exército, da Armada e da Aeronáutica é privativo dos militares em serviço ativo.
Art. 102 O uso indébito do uniforme é crime, ficando o transgressor sujeito às penas correspondentes.
Art. 105 É expressamente proibido o uso dos uniformes em manifestações de carater partidário.
CADEIA NESTES VAGABUNDOS!
 
jorge pereira mendes em 01/06/2013 10:12:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions