A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

23/07/2010 11:05

Prefeitura resolve concluir Onda Verde com financiamento

Redação

O diretor-presidente da Agetran, Rudel Trindade, disse esta manhã, durante evento alusivo ao Dia do Motorista, que a terceira etapa da onda verde será cancelada.

Ele explica que as ações que seriam desenvolvidas já estão inclusas no programa Pro-Transporte, orçado em R$ 55 milhões, recursos que já estão liberados desde o dia 22 de junho.

As primeiras etapas, incluindo 100 semáforos, foram executadas na região central, englobando a Avenida Mato Grosso, a rua Antônio Maria Coelho, Afonso Pena, Bahia, 13 de maio e 14 de julho, entre outras.

Segundo Rudel, a primeira etapa melhorou a fluidez do trânsito, mas o projeto parou porque as demais etapas foram contempladas no projeto de mobilidade.

"Essa primeira fase colaborou bastante, mas não compensava mais investir dinheiro próprio da prefeitura", explicou Rudel. Segundo ele, as melhorias já promovidas custaram R$ 1,5 milhão.

A terceira etapa, agora a ser executada no Pro Transporte, consistia na implantação de uma central eletrônica semafórica, inclusive com instalação de câmaras. O custo é de R$ 1,5 milhão.

O Pro-Transporte será financiado com recursos do FGTS e vale para os governos estaduais que apresentaram projeto em 2009. Em todo o País R$ 200 milhões já forma contratados, no caso de Campo Grande a contrapartida é de R$ 2,9 milhões.

Parte dos R$ 55 milhões será aplicada na construção de pontes e passarelas para pedestres, abrigos para ônibus, construção de seis quilômetros de ciclovias e proteção metálica para córregos, pontes e valas, para evitar quedas de pedestres.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions