A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

24/04/2017 10:25

PRF organiza trânsito em bloqueio por causa de paralisação de obras

Polícia dá apoio principalmente para não formar grande congestionamento

Yarima Mecchi e Willian Leite
Motorista esperam liberação da rodovia. (Foto: André Bittar)Motorista esperam liberação da rodovia. (Foto: André Bittar)

O bloqueio da BR-163 no km 533 em Jaraguari - a 44 km de Campo Grande - está deixando os motorista que seguem para o norte do Estado esperando um pouco. No modelo para e siga, a manifestação por conta da paralisação da rodovia causou 500 metros de congestionamento e a PRF (Polícia Rodoviária Federal) está no local controlando o fluxo.

Quem precisa passar pela manifestação considera que os trabalhadores tem legitimidade, porém pedem um pouco mais de atenção para quem fica esperando o desbloqueio.

"É válido, mas tem que pensar na população. Estou com minha sogra que é de idade, minha noiva está vindo de uma viagem cansativa, está vindo de Mundo Novo e indo pra Chapadão", disse o bombeiro Wellington Robledo se referindo as cidades que ficam no sul e norte do Estado, respectivamente.

O pecuarista Natálio Furlan, tem fazenda em Bandeirantes e mora no interior de São Paulo, ele disse que o sindicato tem que cobrar para que não haja a cobrança de pedágio sem a continuação da obra.

"Tem que bloquear porque a empresa quando assumiu o serviço estava ciente de todas as clausulas. Eles tem que continuar e fazer a parte deles, cumprindo o que acordaram com o Governo Federal. Se a obra esta parada não tem que continuar com o pedágio", declarou.

Bombeiro, Wellington Robledo. (Foto: André Bittar)Bombeiro, Wellington Robledo. (Foto: André Bittar)

O inspetor da PRF, Marcelo Amaral, disse que o SINTICOP-MS (Sindicato dos Trabalhadores nas Industrias da Construção Pesada e Afins), não avisou com antecedência sobre o protesto, mas que a polícia está dando apoio principalmente para não formar grande congestionamento.

"Vimos por meio da imprensa e mídias sociais. Estamos para dar apoio em caso de acidente, não vamos deixar criar fila muito grande para não causar acidente", destacou.

O protesto acontece porque a CCR MSVia paralisou as obras da rodovia solicitando revisão do contrato junto a ANTT (Agencia Nacional de Transportes Terrestres). A concessionária alega necessidade de adequação de custos diante da crise econômica que atinge o País.



Sempre,sempre o grande prejudicado é o cidadão, o contribuinte, que não tem absolutamente nada a ver com isso. Qualquer um, se acha no direito de "cercear o sagrado direito de ir e vir do cidadão" previsto na Constituição!
O pior,estarrecedor é que a tão hábil PRF, assiste a tudo e faz olhos grossos e estas manifestações ilegais. Se quiserem se manifestar de verdade, porque não fecharam as entradas das catracas dos pedágios? deixando as passagens laterais livres para os motoristas?? Fazem protesto e o cidadão ainda paga o pedágio.
Uma vergonha, só um BOLSONARO dará jeito nessa esculhambação em que virou o Brasil!
 
Barbarossa em 24/04/2017 10:52:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions