A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

03/04/2008 19:18

Reunião acaba sem acordo entre governo e policiais civis

Redação

A reunião realizada às pressas entre o governo do Estado e os policiais civis na tarde desta quinta-feira terminou sem acordo. O governador André Puccinelli (PMDB) manteve a proposta de reajuste de 7.79%.

Os policiais não aceitaram e mantiveram o indicativo de greve. O governo contra-atacou e afirmou que se houver paralisação, os pontos serão cortados. Os policiais devem entrar em greve quando o projeto do reajuste for encaminhado à Assembléia Legislativa.

O pleito de agentes da polícia judiciária, que são os investigadores, escrivães e papiloscopista é de aumentar o salário inicial dos atuais R$ 1.667,00 para, pelo menos 40% do salário inicial de um delegado que hoje é de R$ 7,2 mil o que equivale a R$ 2.880.

A categoria também quer que o governo crie mais uma classe de salários entre os agentes. A 4ª categoria seria para os que entrassem por concurso público que ganhariam o que hoje recebem os em início de carreira: R$ 1.667. A criação dessa classe elevaria simultaneamente os salários dos mais antigos na corporação.

Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions