A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

07/03/2017 19:12

Rodovias do MS ficam fora do pacote de privatizações do Governo Federal

Nyelder Rodrigues
Trechos das BRs 262 e 267 que devem ser privatizados, respectivamente, em vermelho e laranja (Foto: Arquivo/Divulgação)Trechos das BRs 262 e 267 que devem ser privatizados, respectivamente, em vermelho e laranja (Foto: Arquivo/Divulgação)

As rodovias BR-262 e BR-267 novamente ficaram fora do pacote de concessões do Governo Federal, divulgado nesta terça-feira (7) em Brasília (DF). Trechos das estradas em Mato Grosso do Sul estão no plano plurianual 2016-2019 para serem privatizados, da mesma forma como aconteceu com a BR-163, mas não foram inclusas da lista de hoje.

O novo pacote federal do Projeto Crescer inclui 20 projetos na área de Transportes, entre ferrovias, portos e rodovias que serão repassados à iniciativa privada ou terão a concessão renovada. Também há locais que serão estudados para relicitação.

Os cinco empreendimentos que vão à privatização, segundo o Ministério dos Transportes, devem receber investimentos de R$ 4,45 bilhões. Estão entre elas 211 km da BR-101, em Santa Catarina, os terminais de celulose e veículos do Porto de Paranaguá (PR), e o terminal de celulose de Itaqui (MA) e o terminal de carga geral do Porto de Santana (AP).

Ao todo, os investimentos deste pacote, que incluem também empreendimentos no setor de saneamento e energia somam R$ 45 milhões. No setor de saneamento, Mato Grosso do Sul segue fora, conforme publicou a Agência Brasil.

Já na área de Energia, 35 lotes de transmissão serão leiloados em 17 estados, mas ainda não foi especificado pelo Ministério de Minas e Energia em quais locais ficam os pontos que serão oferecidos à iniciativa privada.

No fim de agosto de 2016, Plano Plurianual 2016-2019 do Governo Federal incluiu os trechos que fazem ligação entre a BR-163 - que passa, de norte a sul pelo centro do Estado - e a divisa com o Estado de São Paulo. No caso da BR-262, o trecho vai de Campo Grande até Três Lagoas, enquanto que na BR-267, de Nova Alvorada do Sul até Bataguassu.

Ainda está prevista no Plano a construção da BR-419, que corta o Pantanal entre os municípios de Rio Verde de Mato Grosso e Jardim. Entretanto, ainda não há previsão de quando será iniciadas as obras no local e quando as BRs 262 e 267 irão à leilão.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions