A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

10/06/2014 10:09

Solução para conflito indígena pode ser apresentada nesta quarta-feira

Aliny Mary Dias

Mais uma reunião com objetivo de colocar fim ao impasse envolvendo produtores rurais e indígenas da Terra Buriti, situada em Sidrolândia, distante 71 quilômetros da Capital, será realizada nesta quarta-feira (10) às 15 horas em Brasília. O comunicado da nova mesa de diálogo saiu na última sexta-feira (6), quando chegou ao fim o prazo estipulado pelo Ministério da Justiça para a compra das terras.

O Campo Grande News teve acesso ao comunicado enviado para fazendeiros, advogados, líderes indígenas, Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Funai (Fundação Nacional do Índio), Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária do MS), deputados estaduais, secretarias e órgãos como o MPF (Ministério Público Federal) e Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública).

O texto, elaborado a pedido do assessor do Ministério da Justiça, Marcelo Veiga, afirma que serão apresentadas análises da Funai e também do Incra (Instituto Nacional de Colonização Agrária), contestações dos produtores rurais em relação ao laudo paralelo apresentado pelos fazendeiros que avaliou as terras em R$ 130 milhões.

Também será apresentado no encontro o termo de acordo judicial que deve ser firmado no TRF (Tribunal Regional Federal).

O advogado Newley Amarilla, representante de Ricardo Bacha, dono da Fazenda Buriti, explica que os detalhes sobre o encontro não foram divulgados e que a expectativa é que algo de concreto seja decidido. “Nós estamos esperando o Ministério, nossa parte já fizemos”, diz.

Espera - Continua o impasse sobre o valor a ser pago pelos 15 mil hectares, que serão utilizados para ampliar a reserva indígena de 2 mil para 17 mil hectares.

Na última vinda do assessor do Ministério da Justiça, Marcelo Veiga, a Mato Grosso do Sul em fevereiro deste ano, 6 de junho foi definido como fim do cronograma de ações que pretende efetivar a compra das fazendas, o prazo já tinha sido estendido outras duas vezes. No entanto, meses se passaram e o que há são promessas de novos encontros.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions