A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

07/10/2009 12:25

STJ nega liberdade a acusado de furtar caixa eletrônico

Redação

A 5ª Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) negou, por unanimidade, o pedido de hábeas corpus em favor de Thiago Fagundes da Silva, acusado de integrar uma quadrilha que arrombava caixas eletrônicos em Mato Grosso do Sul. O grupo foi preso em Chapadão do Sul (MS).

Thiago e cinco acusados foram presos quando tentavam furtar uma agência do Banco do Brasil em Chapadão do Sul. Eles foram denunciados pelo MPE (Ministério Público Estadual) por formação de quadrilha e furto qualificado.

A Justiça decretou a prisão preventiva da quadrilha. A decisão foi mantida pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.

Silva recorreu ao STJ para tentar responder ao processo em liberdade, mas o pedido foi negado pela relatora do caso, ministra Laurita Vaz. Ela considerou que o crime envolve várias pessoas e exigiria muitas cartas precatórias.

"Ainda que se vislumbrasse demora exarcebada na condução do feito

UFMS divulga edital do vestibular para ingresso em cursos de graduação
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) divulgou, nesta segunda-feira (18), edital do processo seletivo do vestibular para ingresso em cu...
IFMS oferece 200 vagas para cursos técnicos e inscrições findam em janeiro
Interessados em realizar cursos técnicos podem participar de seleção no IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul). São oferecidas 200 vagas na m...
Aplicativo enviará à CGU denúncias de agressão e discriminação a pessoas LGBTI+
O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União recebe, a partir de hoje (18), denúncias feitas pelo aplicativo TODXS, relativas à discr...
TSE: regras eleitorais deixam dúvidas sobre fake news e autofinanciamento
O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou hoje (18), por unanimidade, as 10 resoluções que irão regular as eleições de 2018, mas ainda ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions