ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SÁBADO  29    CAMPO GRANDE 26º

Cidades

Suposta amante de tatuador pode prestar depoimento

Por Redação | 08/09/2008 11:31

A esposa do empresário Miguel Bacargi Filho, suspeito de ter mandado assassinar o tatuador Luciano Estevão dos Santos, o Johnny, prestará depoimento na tarde de hoje na delegacia de Homicídios.

Ela é apontada como uma das principais personagens do crime, que teria acontecido por motivo passional. O esposo chegou a ser preso, mas foi solto no último dia 3, por força de liminar. Miguel é acusado de ordenar a execução de Jhonny por ciúmes.

Segundo amigos do tatuador, Natasha tinha um caso com Jhonny. Fotos do casal abraçado, foram, inclusive, espalhadas pela cidade como forma de comprovar o romance entre os dois e mostrar que o crime foi passional.

Johnny Tatoo, de 34 anos, foi executado com dois tiros dentro do estúdio onde trabalhava, no dia 25 de março. A linha de investigação da Polícia Civil aponta para crime passional.

A prisão foi pedida pelo delegado Luis Carlos Rodrigues com base em cartas que demonstram a revolta de Miguel com o tatuador. (matéria alterada às 12h31)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário