A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

03/06/2013 14:17

Terenas montam acampamento e preparam terra em fazenda de Aquidauana

Nadyenka Castro, Aliny Mary Dias e Paula Maciulevicius
Fazendeiro e família deixaram a propriedade rural no sábado (1º). (Foto: Marcos Ermínio)Fazendeiro e família deixaram a propriedade rural no sábado (1º). (Foto: Marcos Ermínio)

Os indígenas que invadiram a fazenda Esperança na sexta-feira (31), já montaram acampamento no local e preparam a terra para plantio. Eles deram nome à área de Aldeia Esperança.

De acordo com Luiz Henrique Eloy, advogado do Cimi (Conselho Indigenista Missionário), dos cerca de mil índios que entraram na propriedade rural, ontem (domingo) havia 350. Eles utilizam três tratores para arar a terra e não mexem na sede, que é vigiada por guardas. “Eles não têm interesse na casa, só na terra”, afirmou o indigenista.

Os índios que estão na fazenda Esperança vieram das aldeias Taunay, Ipegue, Colônia Nova, Água Branca, Imbirussu. Bananal e Lagoinha. No total, estima-se que vivam naquela região entre 7 mil e 9 mil indígenas. A fazenda tem 4,6 mil hectares e cerca de 1,5 mil cabeças de gado Nelore.

Após a invasão, eles deram prazo para o fazendeiro e a família deixarem o local, o que aconteceu na manhã de sábado. O produtor rural, Nilton Carvalho da Silva Filho considerou a saída dele uma vitória dos índios.

Chuva intensa de meteoros terá pico na madrugada de quinta-feira
A chuva de meteoros Geminídeos – uma das mais intensas e brilhantes do ano – vai ocorrer durante a noite de hoje (13) e a madrugada de amanhã (14) e ...
STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...


Pra q tanta terra? Produzem o q? Eles não trabalham...blá, blá. Talvez contando uma parábola eles aprendem; "Velho fazendeiro daqueles antigos, de bigodão, sempre que ia a cavalo fazer compras no vilarejo, lá pelas 9 hr, passava pelo interior da aldeia e via o "bugre" em sua oca,deitado na rede fumando cachimbo,tomando tereré.Todo dia era assim.Esses índios são preguiçosos! Dorme o dia inteiro! Noutro dia,passando pela oca,resolve perguntar ao índio;Você não trabalha,não produz nada? E o índio; Trabáio sim coroné,na roça.Qdo o sol "esfria" as 04 hr, pego minha enxada meu cão e vou pra roça.A meia noite quando vorto trago melancia, mandioca, e um veado pra nóis cumê.Qdo dá 4 hs da manhã vou de novo e só vorto as nove,qdo o sol esquenta,trazendo alimentos." Índio não é preguiçoso, é sabido!
 
samuel gomes TERENA-campo grande em 03/06/2013 16:03:27
Faço minha as suas palavras Magda Correa, isso mesmo,temos que começar um movimento para não aceitarmos essa situação, não tem brasileiro "branco",80...90 % de mestiços, e ai?? quem nos defende? e quem paga por essa bandalheira?? não são os "indigenas" nem as ongs,entidades,pastoral da terra....que as igrejas doem as terras para salvar os pobres coitados dos "indigenas"!
todos sabem que essas terras vão virar em nada!!
 
Caio Prado em 03/06/2013 15:25:37
Fico pensando: o que será que essas pessoas que apoiam essa bagunça onde "brancos" sem vergonha na cara então insuflando índios sem preparo e ignorantes a esse combate sem sentido, comem? Será que se o povo brasileiro que também não tem terra, mas que tem coragem de trabalhar e produzir para pagar impostos e sustentar toda sorte de pessoas em caráter, resolver doar a terra que serve de área para produção, não só de alimentos mas de riquezas o próprio país, ao pobres índios - que não produzem NADA, e nem tem condições de usar a "tal terra deixada pelos antepassados"- para servir de moeda de troca com ONGS e instituições manipuladoras e interesseiras, vai comer o que? casca de mandioca?? Qual será o real interesse de não índios nesses conflito? Eu sou sou brasileira também e quem me defende?
 
Magda Correa em 03/06/2013 14:20:29
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions