ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  04    CAMPO GRANDE 21º

Cidades

Teto de UPA da Vila Almeida pode "desabar” e atendimento é suspenso

Por Zana Zaidan e Aliny Mary Dias | 12/11/2013 07:40
Vítimas graves não serão recebidas como medida preventiva na UPA Vila Almeida (Foto: Cléber Gellio)
Vítimas graves não serão recebidas como medida preventiva na UPA Vila Almeida (Foto: Cléber Gellio)

Com o temporal que atingiu Campo Grande ontem (11) o atendimento a pacientes graves na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida está suspenso por tempo indeterminado. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e o Corpo de Bombeiros já foram notificados para não encaminhar vítimas de acidentes para a unidade, segundo uma funcionária que não quis se identificar.

Funcionários aguardam que uma equipe da prefeitura vá até o pronto-socorro providenciar a limpeza. A administração foi informada ontem à noite sobre o problema, segundo a funcionária, mas ainda não providenciou o rescaldo.

O teto da sala de emergência e a sala de estabilização da UPA está prestes a desabar, ainda segundo a funcionária, o que motivou a medida preventiva. O pronto-atendimento e consultas que estavam agendadas estão normais.

Os problemas na UPA começaram ontem por volta das 20 horas, quando a chuva forte atingiu a Capital. Houve alagamento de várias salas e pacientes precisaram ser removidos às pressas. A energia foi cortada, para evitar o risco de curto circuito, e funcionários iluminaram o espaço com os próprios celulares.

Segundo informações do Centro de Meteorologia da Base Aérea, choveu 53,8 milímetros e os ventos atingiram 50 km/h na Capital.

Nos siga no Google Notícias