A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

03/05/2011 09:47

Ajufe denuncia falta de agentes para a proteção de juízes federais

Francisco Júnior

Juízes federais fizeram paralisação pedindo segurança

Juiz Odilon é o único que recebe proteção permanente (Foto: João Garrigó)Juiz Odilon é o único que recebe proteção permanente (Foto: João Garrigó)

Levantamento feito pela Ajufe (Associação dos Juízes Federais) aponta que 300 juízes federais de varas criminais do país estão sob ameaça do crime organizado.

De acordo com reportagem da Folha de São Paulo, a Ajufe considera a proteção oferecida aos magistrados insuficiente. O corte no orçamento da PF teve consequência imediata na proteção dos juízes.

A reportagem informa que o único juiz federal que recebe proteção permanente da PF é Odilon de Oliveira, que teve reduzido o número de agentes que faziam sua segurança. O magistrado recebe proteção há 13 anos.

Sua segurança, antes a cargo de nove agentes, hoje é feita por seis. As equipes foram completadas com agentes de segurança patrimonial da Justiça.

Duas juízas, que também atuam em Mato Grosso do Sul, também são citadas como alvos grupos criminosos, Em fevereiro, a PF descobriu um plano para matar a juíza Lisa Taubemblatt, de Ponta Porã.

A Polícia Federal disse que não tem conhecimento do número de juízes federais vivendo sob ameaça e que órgão afirmou que protege o juiz Odilon de Oliveira e as duas juízas.

Segundo a PF, a segurança de Oliveira sofreu apenas um remanejamento para incluir agentes de outros Estados e não será prejudicada.

No dia 27 do mês passado, 80% dos juízes federais de todo o país paralisaram as atividades pedindo mais segurança e melhores condições de trabalho são as principais reivindicações da categoria.

Na ocasião, Odilon Oliveira afirmou que a maior reivindicação dos juízes é a segurança.

Recorrente - NO dia 27 de abril, durante 24h de paralisação dos juízes federais, Odilon de Oliveria disse ao Campo Grande News que a segurança dos juízes e melhores condições de trabalho são as principais reivindicações da categoria. “Nós queremos mais segurança”, afirmou.

A redução do orçamento deste ano destinado ao Ministério da Justiça acabou afetando a atuação dos policiais federais, consequentemente a segurança dos magistrados, lembrou.

No dia 18 de abril, o Campo Grande News já havia publicado que os cortes nos recursos do Ministério da Justiça para a PF exigiu realocação de policiais para não desguarnecer a segurança do juiz federal Odilon de Oliveira.

A maioria vinha de outros Estados, mas teve a redução nas diárias, por isso, policiais do plantão da superintendência de Campo Grande foram designados para a escolta do magistrado. Por motivo de segurança, o numero de policiais que atuam na proteção do juiz não é divulgado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions