A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

09/06/2009 09:42

Vigilância orienta sobre consumo de caldo de cana

Redação

Para evitar riscos à saúde que podem ser causados pelo consumo de caldo de cana, a Vigilância Sanitária faz algumas recomendações. Em Campo Grande há 137 garaparias registradas na Vigilância Sanitária.

"A cana de açúcar deve estar limpa e raspada, e a máquina de fazer o caldo também deve estar limpa para evitar a contaminação por agentes transmissores de doenças", alerta Milton Zaleski, Chefe do serviço de Fiscalização de Alimentos da Sesau.

Uma das moléstias que podem ser transmitidas pelo caldo da cana é a doença de chagas. Mas Milton tranquiliza o consumidor porque "ainda não foi encontrado o barbeiro (vetor do protozoário Trypanosoma cruzi, transmissor da doença de Chagas) nos canaviais da nossa região".

Outros cuidados que a população deve ter são "observar a procedência do gelo, se é feito com água potável, e também se a garapa é servida em copo descartável", avisa Antonio Carlos Cardoso, Chefe do Serviço de Fiscalização Sanitária da Sesau.

Ele esclarece que o manipulador da garapa precisa estar em dia com a carteira de saúde sanitária, "um atestado de boa saúde, válido por um ano". O garapeiro ainda deve fazer um curso de manipulação e higiene de alimentos.

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions