A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


24/11/2017 13:58

Cidade na região Leste está isolada em relação a TV

Reinaldo

60 DIAS APAIXONADO – Mercado está aberto a quem possa interessar. Aparecida do Tabuado vive isolada da realidade guaicuru; nem a poderosa representante repetidora da rede Globo é sintonizada na região.

EM BRASÍLIA 19 HORAS – O mesmo ocorre com emissoras de rádio. Grupo RCN, de Três Lagoas, tem participação razoável na região. Maior audiência é captada por emissoras da fronteira com São Paulo. É comum ouvir “hora paulista” na citação de compromissos.

QUASE LÁ - Início das operações da CBN em Campo Grande permanece na fase de conclusão das instalações de equipamentos. Gente do ramo radiofônico e ligada em rádio jornalismo continua preenchendo Solicitação de Trabalho. Gerente pode vir de Três Lagoas.

A OUTRA – Em ritmo de cansaço segue anúncio da chegada da programação da ‘Rádio Globo FM’ por parte do Grupo Capital. Algumas estrelas globais têm vez na grade da emissora e a expectativa de observadores é sobre o naco de participações de profissionais de Mato Grosso do Sul nos futuros trabalhos.

CHEGOU A HORA - Rádio Ativa AM, agora na faixa de FM, encerrou arrendamento com antiga seita evangélica e será concorrente de emissora do próprio Grupo. Oportunidade única para seus dirigentes diversificarem em programação voltada para público diferenciado. Aquele que aprecia música de qualidade.

E AGORA – Misto de sonho de empresários da comunicação radiofônica e obrigação oficial nacional, questiona-se sobre o que ocorreu com migração de faixa AM para FM. Mudaram a qualidade de som e as moscas.

É NÓIS – Migração de faixas resultou em ópera bufa onde emissoras do mesmo grupo engalfinham-se em operações comerciais. Na qualidade de maior anunciante, poderes constituídos seguem mantendo –sem louvor- o maior percentual da folha de pagamento das empresas de comunicação.

E OS OUTROS – Cantores e autores da boa música regional (Colman, Espíndolas, Figar, Acaba e companhia) continuam no seu pequeno quadrado. Falta de visão de empresários da comunicação (radiofônica principalmente) provoca a tal geleia real nacional e continuam aplicando na mesmice da audiência fácil. E de gosto duvidoso.

A MISSÃO - “Voltei domingo passado”, avisa Ciro de Oliveira nas redes sociais. Dois programas aos domingos, na FM Educativa, continuam nos habituais horários.

SHOW DE BOLA – Arthur Mário na narração; Piazza Santos, nos comentários; Ricardo Paredes na reportagem e Valdemir Silva no plantão. Cronistas esportivos da 101,9 Difusora FM na cobertura do jogo Corinthians X Atlético Mineiro. Futebol com a magia do rádio.

TVE tem novidade na cobertura do futebol de MS
VÍDEO MONITORAMENTO - Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social de Dourados instaura Inquérito Civil para investigar eventual irregularida...
Só Corumbá terá Carnaval na televisão
MAMÃE EU QUERO – Procura-se o responsável pelo apoio midiático e discriminatório do governo do Estado. Apenas a Festa de Momo, de Corumbá, foi privil...
Proposta do Grupo Zahran é notícia em Goiás
BABADO GRANDE – Fevereiro começou com grande bomba em Goiás, com os rumores sobre a venda da mais antiga empresa de comunicação local. O Grupo Jaime ...
Os bloquinhos e a cobertura local
BLOCO DE ANOTAÇÕES - Semana que antecede o Carnaval e as apresentações de blocos foram alvos de matéria na maioria das redes de TVs nacionais. Sábado...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions