ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  21    CAMPO GRANDE 17º

De olho na TV

Festão de emissora vai ficar só no amigo secreto em 2019

Por Reinaldo Rosa | 11/11/2019 08:53

ANO NOVO QUENTE NA GLOBO - A Globo acena com novo modelo de gestão e produção a partir de janeiro próximo. No projeto 'Uma Só Globo' serão fundidas todos os canais Globosat, Plataforma Globoplay, a Globo.com e a Som livre. Estima-se a demissão de aproximadamente 2.500 funcionários. Informe de Daniel Castro, no UOL.

CAIXA BAIXO - O protagonismo da rede Globo resiste - embora alguns 'especialistas da comunicação' não queiram. Para estes, a atenuante é que as finanças do Grupo não andam lá aquelas coisas de anos atrás.

APOCALÍPSE - A revoada de jornalistas para outros prefixos televisivos é consequência de novos tempos, digamos assim, no ajuste das relações trabalhistas Global. Não se pode torcer pelo pior ao governo central; consequências recaem no lombo dos mais pobres. Claro. Com a Globo dá-se o mesmo.

DÁ OU DESCE – Imprensa nacional voltada ao entretenimento noticia a transferência de vários e célebres nomes da linha de show e jornalismo da rede Globo. Na esteira da badalação não é divulgado a dispensa de trabalhadores dos bastidores da equipe.

ORGANOGRAMA – De cima pra baixo a ordem dos fatores organizacionais seguem linhas expressas que atingem toda cadeia produtiva da empresa. Claro que, com arroxo causado pela vendeta bolsonarista ao Grupo Globo, não demoraria para que afiliadas da rede fossem atingidas.

FRANGO RECHEADO - Pródiga em presentear funcionários com festejados sacolões natalinos, a rádio corredor informa que a TV Morena poderá acenar com contenções no mimo deste ano. Há torcida para que a falta do Peru Sadia não seja acompanhada de despedidas durante amigos secretos e conhecidos do quadro funcional da emissora da Avenida Elias Zahran. A festa de fim de ano também já foi cortada do orçamento em 2019.

POLITICAMENTE INCORRETO – Autor de 'Bom Sucesso', da rede Globo, dá toda pinta de ajustes na trama de sua autoria. Ou seriam 'ordens superiores'? No início, casal formado pelo ator negro Davi Junior e Grazi Masafera viviam 'na boa'. Com o andar da carruagem a personagem da loira engata relacionamento com ator não negro (Romulo Estrêla). E o primeiro entra na de beijos e abraços com coadjuvante negra. Vai saber.

CALENDAS – Imprensa –escrita, falada e televisada- cumpre pautas de ocasião e esnoba outras objetos de interrogações. Mancheteia prós e contras de liberdades de figuras do high soçaite desvirtuado e se esquece de outros que deveriam ser presos e continuam leves e soltos nos arredores dos poderes. Não é mesmo, Queiróz?

IDEIA FIXA – Aviso para Eduardo Bolsonaro, o zerotrês –que não esquece a vaga na Embaixada do Brasil em Washington-. Compadre Washington tem lugar no 'É o Tcham'.