A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Junho de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


02/01/2013 08:09

Noticiário light em tempos de férias

Reinaldo Rosa

DIA MUNDIAL DA PAZ – Posse do prefeito e de 29 vereadores eleitos em 2012, no Palácio Popular da Cultura, em Campo Grande. Emissoras de rádio e televisão ausentes de um evento que poderia ter sido transmitido ao vivo. Entre fazer programa de baixa audiência e continuar a recepcionar – em festa – o primeiro dia do ano, profissionais da comunicação preferiram a segunda opção. Feliz ano novo.

PAUTAS FRIAS – Com exceção de crimes e acidentes de trânsito, a primeira semana do ano se apresenta ameno no cenário da comunicação falada, televisada e escrita no estado. Com pautas de gavetas no ar, classifica-se como bom o desempenho de Cláudia Gaigher e equipe, pela TV Morena, em matérias sobre encantos desconhecidos de Mato Grosso do Sul.

SACOLINHA – Na TV Guanandi, o informativo da hora do almoço deste primeiro dia do ano apresentou matéria sobre prestação de assistência social. A entidade focalizada é ligada aos pastores que dirigem a emissora. Mais fria impossível.

NAS ONDAS DO RÁDIO – Semana começa com farta pauta para os noticiosos radiofônicos, da capital em particular. Festejos de primeiro de janeiro e posses de prefeitos serão repercutidos de forma mais amena pelo clima de férias que, parece, estamos vivendo. Próximo ao Carnaval e aos cem dias do novo prefeito, os fatos voltam a esquentar os programas.

DINHEIRO EM PENCA – Depois dos seis milhões recebidos da Globo pela participação no Medida Certa, do Fantástico, Ronaldo assina com a Fiat. Serão três anos dizendo o ‘tudo de bom’ (dos comerciais) que a fábrica nascida em Torino produz no mercado automotivo.

RETORNA – Na internet rola a grita de quem vê contradições na ação da Globo (no Medida Certa). “A Globo dá seis milhões de reais ao Ronaldo e, depois, pede dinheiro para o Criança Esperança”.

VAI ENTENDER – Empresários – quase sempre ligados a políticos do alto clero – fazem uso desse fato (e outros poucos ortodoxos, digamos) para conseguirem a concessão de canal de televisão e/ou rádio. Com capital para adquirir equipamentos e imóveis para a empreitada, no fundo sempre contam com a primordial ajuda dos citados legisladores.

LUZES E AÇÃO – Quando novas emissoras entram em funcionamento, percebem que contas oficiais são medidas pela audiência que o veículo proporciona. A RedeTV! tem dois programas como base de faturamento (Mega Senha e Luciana by Night); tinha o Pânico que se bandeou para a Band. Audiência e veiculação de comerciais marcam traço.

COMPRA E VENDA – A Rede coloca à venda metade de sua programação e, sem conseguir dinheiro para pagar funcionários (como aconteceu com Hebe Camargo) sofre assédio de igrejas e grupos empresariais. E vai ceder.

MIAL DO BIAL – Na próxima terça-feira, contando com muitos votos contra e a favor, vai ao ar a apresentação do elenco de pretendentes a futuras celebridades. Big Brother Brasil vem aí com personagens polêmicos, diálogos idiotas entre eles e o esforço hercúleo de Pedro Bial querendo justificar a existência de tal programa na rede dos patrões. Falta de cultura, baixarias e mulheres que mexem com a plebe ignara formam o pacote de atração que, por falta de opções das outras redes de TV, sempre se dá uma olhadinha. O apresentador continuará sendo a estrela maior do ‘programa’.

O QUE FAZER - Sem nada de novo no front das programações televisivas, o ano começa com cara de velho. Livros e yoga para quem queira diversificar. E ganhar no período que se inicia.

Maiores cidade de MS terão só TV Digital ainda em 2017
PIADA PRONTA – Melhores imagens e Bonito, no ‘Fantástico’ deste domingo, foram as que aparecem sem a angulação 360 graus. MARACAJU – População de Mar...
Na internet, grupo Acaba tem audiência cativa
MIOPIA – 66 curtidas, dez comentários, oito compartilhamentos no Facebook, incontáveis visualizações neste site Campo Grande News. Nota da coluna sob...
Grupo Acaba vive, mesmo fora da mídia
ESTAMOS JUNTOS – Mesmo ausente da grade musical da maioria de emissoras de rádios e retransmissoras de TVs locais, o Grupo Acaba vive –e sobrevive-. ...
Música regional de MS é atração rara nas emissoras locais
ESTRELAS FAZEM SINAL – Paulo Simões, Geraldo Roca, autores da música 'Trem do Pantanal', considerada hino não oficial de MS, não têm o destaque merec...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions