A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 16 de Outubro de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


04/06/2014 09:21

Picarelli, Siufi e outros saem do ar

Reinaldo Rosa

CONTAGEM REGRESSIVA – A partir de dez de junho (terça-feira) é vedado às emissoras de rádio e de televisão transmitir programa apresentado ou comentado por candidato escolhido em convenção. Aumento da mesmice em emissoras de AM e entram em campo substitutos do baixo clero da programação televisiva local. Caras novas no ‘Mais dos Mesmos’.

SEM TETOS LIVRES – Nesta quinta-feira é o último dia para a Justiça Eleitoral disponibilizar aos partidos políticos a relação de candidatos possíveis devedores de multa eleitoral, a qual embasará a expedição das certidões de quitação eleitoral. A lei eleitoral (9.504/97) não faz referência –em especial- a atuais legisladores invasores de áreas públicas. Óh! Glória.

BLOCOS NAS RUAS – Apresentadores inquilinos de emissoras de rádio e TVs locais voltam à cena dia seis de julho. Nesta data poderão se esgoelar pelas ruas e na internet em busca de votos que tentaram cabalar com programas de qualidade duvidosa. Para dizer o mínimo.

O RETORNO. OPS – Ainda é acanhado o movimento na busca de estúdios e produtoras de áudio visual para a campanha eleitoral deste ano. Sem coligações definidas, futuros candidatos não têm com quem negociar suas aparições no vídeo e inserção do currículo no rádio. Em 19 de agosto começa o infalível horário político reservados aos partidos. De baixa audiência, diga-se.

CONCORRÊNCIA – Significativo aumento de espectadores e espectadoras da TV por assinatura resultará em maior gasto de sola de sapatos dos candidatos. Passada a ressaca da Copa da Fifa eleitores serão disputados a tapas durante o pleito sem maiores escrúpulos e preocupações com baixarias.

ILHA DE EDIÇÃO – Vitima da rede Globo em manipulação de debate com o então candidato Fernando Collor de Melo, Lula chiou e não levou, em 1989. Nem virou nome de lei eleitoral. Nas próximas eleições emissoras de TV –e/ou rádio- poderão editar conteúdos com trucagens em participações de candidatos, partidos e coligações. Zorra total para quem tem bala na agulha e no banco. Brasil, sil, sil.

SE A ELEIÇÃO FOSSEM HOJE – A ópera bufa das pesquisas eleitorais –no rádio e TV- sofrerá leve ajuste no enredo. Terá divulgação proibida nos 15 dias que antecedem pleito. Diminui o tempo das sempre presentes mancadas do Ibope no evento.

DEU A CESAR – Anúncios FM Capital na mídia impressa recebeu significativo salto de qualidade. Após observações da coluna (e, certamente, não por isso), dirigentes da emissora elegeram a Remat como responsável por sua imagem. Óh Nair, não mais.

ESTREOU BEM - O programa ‘Entre Livros’ de terça-feira (3) apresentou o poeta e contista Elias Borges de Campos, vice-presidente da União Brasileira de Escritores – Seção Mato Grosso do Sul. O programa dedicado à produção literária é exibido às 19h na TV Brasil Pantanal com apresentação de Luciana Gabas e Genival Mota, que recebem escritores e pesquisadores para um bate papo literário descontraído.

Programas de TV apelam ao paternalismo
RECEITUÁRIO – Reconstrução de casas e automóveis e outras demonstrações de paternalismo na TV. Nada fora do script para quem não vê limites em preten...
Emissora da região norte muda de administração
VIRANDO A CASACA – Rádio Vale do Taquari AM, de Coxim, agora é ‘Rádio Natureza FM’. Com administração tripartite, a emissora fica na dependência dos ...
Matutino perde tom pesado e caminha para 'revista' na tv
DE LEVE – O ‘Bom Dia MS’, na TV Morena, cada vez mais, assume postura de revista light. Matérias leves predominam a editoria do primeiro informativo ...
TV reúne artistas locais para comemorar 40 anos de MS
O TEMPO PASSA - Dez de outubro, a partir das 18 horas no Parque das Nações Indígenas, dez atrações (maioria de MS) com entrada franca. Cast anunciado...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions