A notícia da terra a um clique de você.
 
11/08/2019 10:12

Inovações: lentes robóticas e a Tesla das cadeiras de rodas

Mário Sérgio Lorenzetto
Inovações: lentes robóticas e a Tesla das cadeiras de rodas

Imagine fazer zoom com seus próprios olhos, tal qual faz a câmera do teu celular. Ter uma visão de super homem será possível em dois anos. Os cientistas da Universidade de San Diego, na Califórnia, criaram lentes robóticas, controladas mediante pequenos movimentos musculares, para aproximar e distanciar objetos. Basta um abrir e fechar de olhos, uma piscada para elas funcionarem.

Inovações: lentes robóticas e a Tesla das cadeiras de rodas

Lentes de contato inteligentes.

As lentes de contato inteligentes são feitas de polímeros que se expandem quando se aplica uma corrente elétrica, e são controladas por cinco eletrodos que ficam ao redor dos olhos.
Não há necessidade de pressionar nenhum botão, como nas câmeras. Nesse caso, as lentes detectam sinais eletrooculograficos - a intensidade do movimento dos olhos que permitem medir o estado dos músculos. Existe um campo elétrico nos tecidos que rodeiam os olhos.
Os cientistas também afirmam que já existem lentes de contato com sensores que podem medir tanto a pressão intra-ocular como os níveis de açúcar. Nos três tipos de lentes de contato, não há riscos ou efeitos secundários. E tem mais, a Samsung já solicitou a patente de uma lente de contato que terá uma câmera fotográfica incorporada e sensores de impressão. Coisa que parece pura ficção científica está para entrar na comercialização.

Inovações: lentes robóticas e a Tesla das cadeiras de rodas

A Tesla das cadeiras de rodas.

Imagine uma cadeira de rodas autônoma, como se fosse um carro da Tesla. Pois é, ela já existe. Ela funciona por controle remoto, bluetooth e GPS. Pode levar seu usuário sem fazer força alguma. Também conta com um motor adicional que permite girar as rodas em 360 graus. Essa maravilha pertence ao "The Sides Ways Project". Essa cadeira soluciona os problemas da mobilidade nos espaços interiores reduzidos. Por exemplo, ao dobrar a esquina da casa ou entrar em um elevador. A primeira cadeira autônoma foi fabricada com a ajuda de uma impressora 3D. Acreditam que poderão entregar as suas "Teslas", à partir de janeiro de 2020. Mas, inicialmente, serão poucas. Todavia, caso consigam 600.000 euros, poderão aumentar sua linha de produção.

imagem transparente
Busca

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.