ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUINTA  20    CAMPO GRANDE 20º

Em Pauta

Política no alvorecer da humanidade: os 1ºs banquetes

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 26/05/2024 08:00
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
É possível dizer que cozinhar nos fez humanos. Todavia, antes de nos lançarmos a transformar produtos em alimentos, houve algo que foi determinante para nossa espécie: o controle do fogo. Essa capacidade de ingerir alimentos processador com o calor, deixando de lado os alimentos crus, nos deu uma vantagem evolutiva transcendental, e imprescindível para nossa sobrevivência. Foi assim que nosso cérebro aumentou de tamanho e capacidade, a comida cozida nos deu melhores condições  de absorver nutrientes. Não existe uma só população no mundo que não cozinhe com o fogo.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Almoçando nas primeiras cidades.

A organização de cidades na Mesopotâmia - uma região entre o Iraque, Irã e Turquia - nos tornou sedentários, agricultores, pastores e comerciantes. Nas casas familiares daquelas primeiras cidades (Ur e Uruk), foram organizadas as primeiras refeições, prelúdio dos banquetes comunitários.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Banquetes eram, e são, instrumentos políticos.

Foi ainda nesse período que os banquetes surgiram. Eram (e continuam sendo) instrumentos políticos potentes e efetivos. Era uma época em que não tinham inventado a cerâmica e trituravam cereais e vegetais em pilões. Faziam pão e carne na brasa, bebiam sucos, cerveja e hidromel (provavelmente a bebida alcoólica mais antiga da humanidade).


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
E surge a cerâmica.

A humanidade nunca mais deixou de realizar banquetes, eram decisivos para entronizar reis e outros mandatários. Graças à invenção da cerâmica, eles conseguiram melhorar além do serviço, o armazenamento dos alimentos. Graças aos recipientes cerâmicos, as festas com banquetes passaram a ter uma dimensão lúdica, semente da gastronomia e ao culto ao deleite culinário. Já não se tratava apenas de comer para sobreviver, e sim de desfrutar um almoço ou jantar. Passou a ser um momento carregado de simbolismos.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Os poderosos comilões.

Poder passou a ser dependente do comer. Naquela época, todos comiam com as mãos. Demoraria para aparecerem pratos e talheres. Há especulações de que usavam conchas de mexilhões e colheres de madeira ou osso, especialmente para transportar comidas líquidas até a boca. Mas são apenas ideias sem comprovação. O que mais interessa é que foram em banquetes que surgiram os poderosos. Eles eram, via de regra, anfitriões. Recebiam bem seus "eleitores". Tinham algumas posses, eram medianamente "bem de vida", e com a chegada ao poder, viravam milionários. Poder e comida estão entrelaçados.
Nos siga no Google Notícias