A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Junho de 2017


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


15/08/2016 08:37

As quatro perguntas para quem quer empreender

Por Emanuel Gutierrez Steffen (*)

Empreender é a palavra do momento. Mas antes de escolher qualquer negócio, segmento ou hobby para empreender, é preciso pensar em 4 itens essenciais para o sucesso. São 4 perguntas que cada empreendedor deve fazer para si mesmo:

1. Quem sou eu e o que me move? A primeira delas é ter certeza de que esse projeto tem a ver com você, com seus planos. Isso é primordial, já que você vai dedicar todos os seus esforços para que ele dê certo. Encare isso como seu propósito individual. O trabalho empreendedor requer um altíssimo grau de dedicação; portanto, seu projeto deve correr em suas veias e no coração.

2. O que eu sei fazer bem? O segundo item é ter habilidade. Estamos num mundo extremamente competitivo, e a competência é pré-requisito. Você deve dominar as questões técnicas. Competência é muito mais do que saber fazer bem feito, é estar preparado para inovar, é perceber tendências e antever oportunidades.

3. Quem eu conheço e pode me ajudar? O terceiro item, o boca a boca, é essencial. Começa com sua rede de conhecidos, familiares, parentes e amigos. Mas ele deve se sustentar e ser ampliado. E isso pode ser feito por meio da comunicação digital, como as mídias sociais e os blogs, além de cartão de visita, folder – o que for necessário para seu caso. Divulgar, compartilhar, se relacionar é tudo nessa era digital. Assim, você se torna a referência no setor em que empreende.

4. O que eu tenho para começar? A quarta pergunta ser levada em consideração é avaliar quais recursos você tem para começar. Pense no mínimo, não gaste tanto no começo. A ação vai gerar rotatividade, e conforme sua empresa for crescendo, destine uma reserva para investir no seu próprio negócio. Muitos empreendedores deixam de empreender porque ficam esperando a situação ótima, e essa situação nunca vai chegar, ainda mais em um momento de crise.

Se você pensou bem nesses itens e percebeu que tem condições de empreender, tenha em mente que é sempre necessário ter coragem, que nada mais é do que agir com o coração. Agir com o coração é encarar o medo e fazer algo que te inspire! Coloque o coração em tudo e enxergue pela perspectiva do outro. A partir do momento em que pensamos no outro, este se sente acolhido e o seu negócio fará sentido. Assim que você fizer sua escolha e tudo estiver engatilhado para começar, tenha em mente que, a partir desse momento, você será um empresário. Portanto, precisa pensar como tal. Ter cabeça de empresário é investir em ferramentas para se aprimorar nessa nova profissão, não só em conhecimento técnico, mas de gestão também. Sucesso e até a próxima!

Fonte: Marcelo de Elias/Dinheirama.com
Disclaimer – A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.

(*) Emanuel Gutierrez Steffen é criador do portal www.mayel.com.br

4 passos para sair do superendividamento
Toda semana recebemos mensagens de leitores realmente desesperados. Muitos destes que conversam conosco se encontram em uma situação grave de endivid...
Gere mais renda revendendo importados
Uma das formas mais seguras de gerar renda extra ou de iniciar um negócio de sucesso é através de produtos para revender. Isso porque independente do...
Conselhos aos jovens que estão desempregados
Segundo o IBGE, o desemprego entre os jovens é de quase 29%. E não há perspectivas de uma rápida melhora. A nova geração encara desafios que a maiori...
Por que políticas de estímulo geram recessões
A falácia da vidraça quebrada, popularizada por Frédéric Bastiat, continua sendo a metáfora perfeita para mostrar as consequências daquilo que se vê ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions