A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Maio de 2019


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


25/09/2018 09:11

Quer financiar seu imóvel? Confira algumas dicas

Emanuel Steffen

Uma das etapas mais importantes das nossas vidas é o momento da compra do primeiro imóvel, realizar o sonho da casa própria. O grande número de imóveis à venda, dos mais variados tamanhos e estilos, nos faz organizar as finanças para alcançar este objetivo o mais rápido possível.

O primeiro passo para conquistar este sonho é poupar o dinheiro. Um bom valor de entrada
e o financiamento do restante do valor do imóvel é a maneira mais fácil de alcançar este objetivo. Nem de longe guardar dinheiro é uma fácil tarefa, mas de forma organizada, tudo tende a ficar mais fácil.

Mas depois de tomar a decisão da compra e escolher o novo lar, o segundo passo é conseguir um financiamento para pagar o novo imóvel. Quando você faz a pesquisa em um portal de imóveis ou até mesmo nas construtoras, vários anúncios para financiamento da casa são encontrados, mas é preciso tomar muito cuidado para não fazer um negócio ruim e pagar tantos juros que pode deixar o valor do imóvel inacessível.

O que é o financiamento

O financiamento é uma modalidade de empréstimo de valores para pagamento de bens e serviços. No caso de imóveis, é o empréstimo de um valor aprovado por uma instituição financeira ou bancária, a qual irá pagar pelo bem à vista e cobrará do contratante o valor a prazo. Neste valor incorrerão os juros referentes ao número de parcelas na qual o financiamento será quitado pelo contratante.

Em linhas gerais, o órgão financiador compra o imóvel para o contratante e cobra parcelado. Como garantia de pagamento, o imóvel financiado fica alienado para instituição. Somente no final do prazo do parcelamento, por exemplo, no caso dos bancos como a Caixa Econômica Federal, que parcela o financiamento em até 42 anos, é que o proprietário passa a ser exclusivamente o contratante do financiamento.

Um financiamento não é a única maneira para comprar um imóvel, mas seria a mais viável para boa parcela da população. Como o pagamento é feito em parcelas, por períodos longos, é possível se programar para pagar o imóvel sem ficar endividado e complicar o orçamento da família. Lembrando, após o financiamento, muitos outros custos ainda ocorrerão até a retirada das chaves do novo imóvel.

Quanto consigo financiar do imóvel

Via de regra o financiamento não ultrapassa 90% do valor final do imóvel pretendido. Portanto, é preciso saber que sempre haverá uma parcela do valor que deverá ser paga a vista, esta é a famosa entrada. Isto ocorre para todo tipo de financiamento, não somente para os imóveis, por isso é preciso estar preparado financeiramente.

Ao pesquisar casas e apartamentos à venda é preciso ter um valor estipulado como uma meta para gastar. Após a escolha do imóvel e o valor já definido, é possível fazer uma simulação do financiamento diretamente no site da Caixa Econômica Federal, um dos melhores bancos para financiar imóveis. Com base na renda mensal da pessoa ou família, o simulador traça a melhor opção em termos de prazo e mostra o valor das parcelas.
Para não levar um susto na hora de procurar o financiamento a melhor forma é buscar estas
ferramentas para entender qual seria o valor ideal para realizar a compra. Não adianta sonhar com um apartamento de R$ 500 mil se a sua renda só permite um financiamento baixo para um apartamento de R$ 200 mil. O banco realiza empréstimos comprometendo até 30% da renda total da família, porque sabe-se que a partir desta porcentagem, aumenta o risco de inadimplência.

Cuidados na escolha da modalidade de amortização

Ao buscar pelo financiamento de um imóvel, seja ele novo ou usado, o cliente terá duas opções: Tabela Price e SAC. Estes são sistemas de amortização da dívida que define a maneira como o empréstimo realizado pelo cliente será pago. Nas duas situações o contratante paga os juros em cima do saldo devedor final. O que muda entre os modelos é o
cálculo de reajuste dos valores.

SAC (Sistema de Amortização Constante)

Neste sistema a amortização do valor contratado e os juros acontece de forma constante, portanto, ao longo do período de pagamento das parcelas o valor segue decrescente. Com o passar dos meses a prestação vai ficando mais baixa.

Tabela Price

Este é o sistema francês de financiamento onde o valor das prestações se mantém constante durante todo o período contratado. Portanto, a amortização da dívida é crescente ao longo dos meses.

Em termos gerais, o sistema Price de amortização é mais utilizado para quem tem uma renda mais baixa porque tem as parcelas mais baratas no início do contrato. Já no sistema SAC as parcelas são cerca de 25% mais altas nos primeiros anos de pagamento, mas logo passam a ser mais baixas. Levando em consideração o mesmo período de tempo e a mesma taxa de juros para amortização da dívida, o sistema SAC sai mais barato no final do negócio.

Em quantos meses financiar o imóvel

Em termos gerais, quanto menor o prazo de financiamento, mais barato será o valor a ser financiado já que os juros serão menores. Porém, quando se fala de imóveis, onde os valores a serem contratados são mais altos, os longos prazos tornam a prestação mais acessível para o bolso de todos. Na prática, financiar os imóveis com prazos de até 20 anos é a melhor opção.

É preciso olhar com calma as taxas de juros aplicadas para os financiamentos de 20, 30, 35 e até 42 anos, como os da Caixa Econômica Federal. Buscar se enquadrar nos programas de financiamento imobiliário para buscar taxas de juros menores é a melhor opção para financiar os imóveis.

Um exemplo é o financiamento para as pessoas que se enquadram no programa Minha Casa Minha Vida, onde as taxas de juros anual varia de 5 a 10%. Estas com certeza são as melhores opções de financiamento de imóveis. Gostou deste artigo? Então que tal compartilhar com seus amigos. É sempre importante saber mais sobre o financiamentos já que ao longo da vida todos procuramos morar cada vez melhor.

Disclaimer\Fonte:chavesnamao.com.br. A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.

Nova Previdência: os vícios clássicos
A recusa de aceitar a Nova Previdência baseada em capitalização, contas individuais e gestão privada, decorre de dois vícios clássicos que afligem o ...
Quais tipos de investimentos você deve conhecer?
Quando começar no mercado financeiro é comum ficar um pouco perdido dada a variedade de produtos disponíveis. Esse receio logo dissipa quando você en...
Entusiasmo e obsessão são suas melhores habilidades
Foram incontáveis as vezes que ouvi essas duas frases de efeito sobre a importância da educação escolar: "A escola não é sobre aprender coisas especí...
Como não cair em golpes na hora de buscar emprego
Ficar desempregado não é fácil e, infelizmente, tem muita gente por aí se aproveitando desse momento de fragilidade para ganhar dinheiro. Se você est...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions