A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

08/04/2019 07:00

Capital agora tem o Instituto Trata, a solução para dores no quadril e joelho

A franquia é referência em avaliação e tratamento especializado de patologias no quadril e joelho

Post Patrocinado
Diagnóstico é feito após analises clínica e cinemáticas detalhadas.(Foto: Marina Pacheco)Diagnóstico é feito após analises clínica e cinemáticas detalhadas.(Foto: Marina Pacheco)

Aquela dor no joelho ou no quadril, às vezes nos dois pontos ao mesmo tempo, tem solução no Instituto Trata. Com tratamento específico para cada caso e atendimento individualizado, a maior rede da América Latina em reabilitação de quadril e joelho usa de tecnologia avançada para auxiliar na avaliação e diagnóstico dos pacientes.

As lesões articulares no quadril e joelho, que geralmente são originadas de fraquezas musculares ou movimentos incorretos, são corretamente diagnosticadas através de analises clínica e cinemáticas detalhadas. Na avaliação clínica, é verificada a existência de alterações e dores: onde ocorrem, como e o porquê.

Na avaliação cinemática, realizada através de identificadores posicionados em pontos específicos do corpo do paciente, a pessoa é filmada em uma esteira enquanto caminha ou corre, dependendo da sua mobilidade. Um software detecta os marcadores e calcula os desvios e alterações de angulação.

O fisioterapauta que atende no Instituto Trata, Andrey De Marchi, explica que a partir da avaliação será definido um protocolo de tratamento específico para o paciente. “São verificadas as alterações e identificados os problemas mais contundentes. Se a pessoa está caminhando e pisando de forma correta, como está a inclinação do tronco, se apresenta alguma deficiência de musculatura, onde está o problema e a deficiência, para fazer um protocolo exclusivo e começar o tratamento”, diz Andrey.

Fisioterapeuta Andrey De Marchi em avaliação de paciente. .(Foto: Marina Pacheco)Fisioterapeuta Andrey De Marchi em avaliação de paciente. .(Foto: Marina Pacheco)

O Instituto Trata atende tanto a jovens, sejam atletas profissionais ou recreacionais, até idosos que realizam apenas caminhadas ou mesmo tem a mobilidade limitada. Lígia Catanante, fisioterapeuta e responsável técnica da clínica, explica que pacientes com artrose, por exemplo, atingem um grande nível de melhora.

Quanto à especialidade em quadril e joelho, Lígia explica que os problemas normalmente estão associados a outras deficiências. “Quando um paciente tem patologia de quadril, geralmente tem alteração no joelho. E quando tem uma doença no joelho geralmente tem uma associação no quadril. Quando o Thiago Fukuda montou o Instituto Trata, ele percebeu que não adiantava só tratar o joelho ou só o quadril”, explica ela.

Entretanto, as áreas tratadas não se resumem apenas à especificidade da clínica. “Se um paciente chega aqui com dor no joelho, por exemplo, não vamos tratar só o joelho dele, geralmente fazemos intervenção no quadril e até no pé, coluna e outras alterações ou lesões”, detalha.

O tratamento é realizado em sala com equipamentos específicos usados na fisioterapia. Exercícios são especialmente designados para cada problema diagnosticado na avaliação, visando o fortalecimento ou alongamento de músculos e também a correção de movimentos.

O Instituto Trata é indicado tanto para atletas recreacionais, como frequentadores de academia, como os profissionais, que se dedicam a algum esporte. Atuando no tratamento de patologias e correção de movimentos, a clínica pode até aumentar a performance de esportistas. “Se um atleta corre em determinado tempo, com adaptações conseguimos melhorar a performance dele”, afirma Lígia.

Na avaliação cinemática, são usados identificadores posicionados em pontos específicos do corpo do paciente na esteira. (Foto: Divulgação)Na avaliação cinemática, são usados identificadores posicionados em pontos específicos do corpo do paciente na esteira. (Foto: Divulgação)
E software detecta os marcadores e calcula os desvios e alterações de angulação. (Foto: Divulgação)E software detecta os marcadores e calcula os desvios e alterações de angulação. (Foto: Divulgação)

Apesar de oferecer o tratamento com sessões de 2 a 3 vezes por semana, os pacientes podem optar por realizar em outro estabelecimento. Moradores do interior do Estado, por exemplo, que vêm ao Instituto Trata para realizarem a avaliação, levam o laudo e o protocolo para o tratamento em suas cidades de origem.

Instituto Trata mantém comunicação com médicos ortopedistas, treinadores e instrutores que estejam atendendo seus pacientes. “Hoje nós observamos as intervenções multidisciplinares. Mesmo que seja um atleta, um frequentador de academia ou alguém que só tenha contato com um médico. Existe essa conversa entre o fisioterapeuta e o médico. Quando percebemos a necessidade, encaminhamos para ortopedistas e eles também encaminham seus pacientes para nós para que a avaliação auxilie na sua tomada de decisão”, conta Andrey. Para os educadores físicos, o Instituto Trata envia sugestões movimentos e angulações recomendadas ou não para o paciente.

Sobre a interrupção ou não das atividades físicas durante o tratamento, Andrey diz que depende de cada caso. “Estudos atuais indicam que não é ideal parar a prática de esportes quando a lesão não leva risco para o atleta. Se a lesão não põe em risco a integridade física do paciente, só indicamos que diminua o volume e intensidade do treino”, orienta Andrey.

Quando a lesão envolve risco ou o paciente fez alguma cirurgia e veio para tratamento pós-cirúrgico tem que parar, até a liberação médica. "É refeita avaliação clínica e cinemática para verificar se o paciente tem condições para voltar. Durante tratamento, quando visualizamos melhora na condição de força do atleta, começamos a retreinar os gestos esportivos. Ele vai reaprender a fazer os movimentos para que não tenha lesão novamente”, explica o fisioterapeuta.

Por exigência da franquia, o Instituto Trata atende somente de forma particular, mas com a emissão de nota fiscal e laudo é possível fazer o abatimento na declaração do Imposto de Renda, além de solicitar reembolso em planos de saúde. “Muitos fazem o reembolso, tanto da avaliação como do tratamento”, orienta Lígia.

O Instituto Trata fica na Rua da Paz, 659 - Jardim dos Estados, esquina com Rua Paraíba. O telefone é 67 99909-1201.

Veja como chegar!

Para saber mais acesse o site do Instituto Trata.

O Instituto Trata fica na Rua da Paz, 659 - Jardim dos Estados.(Foto: Marina Pacheco)O Instituto Trata fica na Rua da Paz, 659 - Jardim dos Estados.(Foto: Marina Pacheco)
imagem transparente
Busca

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.