ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  25    CAMPO GRANDE 28º

Direto das Ruas

Baladeiros reclamam de open bar e sujeira no 1º "festão" após fim de decreto

Teve cliente que diz ter ficado sem bebida, mesmo após ter pago R$ 415,00 no ingresso da Festa Feeling

Por Adriano Fernandes | 27/09/2021 19:48
Festa reuniu cerca de 2 mil pessoas no Parque do Peão. (Foto: Reprodução/Instagram)
Festa reuniu cerca de 2 mil pessoas no Parque do Peão. (Foto: Reprodução/Instagram)

Mesmo reunindo grandes nomes da música eletrônica e com uma estrutura gigante, a Feeling, uma das festas mais aguardadas desde a extinção do decreto com medidas restritivas mais duras de prevenção à covid-19, foi alvo de inúmeras reclamações de alguns dos pagantes, no último sábado (25). Teve quem se queixasse da falta de alimentos e bebidas no open bar de R$ 415,00, e até comparando a pista a um “chiqueiro” tamanha a sujeira.

“Prometeram open bar, só que não tinham nem copo para servirem, muito menos funcionários. A bebida acabou bem no meio da festa. O open food que eles divulgavam que seria recheado de coisas como hambúrguer, massas, salgadinho. Só teve um hambúrguer mais ou menos”, reclamou um dos participantes da festa, via Direto das Ruas.

A demora para pegar bebidas foi o que mais deu “dor de cabeça” para a galera. “Pagamos caro, para ter um bar péssimo. Ainda apagam a publicação em que a galera estava reclamando, não querem ouvir críticas, façam algo decente”, diz Mariana Nogueira, seguidora da festa no Instagram, após a organização excluir uma postagem que acumulava reclamações.

“Fiquei 1h no bar para pegar uma água, resumindo larguei mão de beber. Quando amanheceu e eu percebi que o bar estava tranquilo às 07h tinha acabado as bebidas. Como um evento desse tamanho deixa acabar gelo e água?”, reclamou Jeferson Oliveira no grupo “Aonde não ir em Campo Grande-MS”.

A organização do espaço durante a festa que reuniu cerca de 2 mil pessoas no Parque do Peão, também teria deixado a desejar. “Banheiros um lixo. Tudo sujo. Em nenhum momento vi algum funcionário fazendo a manutenção, pista um chiqueiro. Como vai ter energia boa dançando, não tinha lixeiras e o lixo tomou conta pista”, completa Jeferson Oliveira. Quem relevou os problemas da festa, diz ter aproveitado.

“Olha, a música estava ótima, os drinks muito bons, mas realmente foi desorganizado pois era uma festa para 1.800 pessoas e de repente venderam 3600. Lógico que não iriam dar conta, realmente acabou gelo e água de manhã, tirando essas gafes, a festa foi sensacional”, comenta Mariana Santos também pelo Facebook.

Até quem não foi na festa, aproveitou para fazer piada do preço dos ingressos. "Por R$ 400 reais eu alugo uma chácara, chamo meus amigos queridos e pago cerveja pra todo mundo. Tá loco (sic), nem no Rock In Rio paguei isso", disse Guilherme Alecio Trugilo pelo Facebook.

 A organização – A organização da festa nega que tenha faltado bebida ou comida, mas admite que, em determinado momento da festa, a alta demanda de pagantes causou demora na entrega de bebidas no bar. “Foi entregue tudo que foi prometido e ainda sobrou caixas de bebidas. O problema foi que chegaram todos no mesmo horário, em 30 minutos chegou 2 mil pessoas, eu não esperava que chegassem todas de uma vez. Eu mesmo ajudei no bar e por isso posso afirmar que as bebidas estavam sendo entregues em até 10 minutos”, comentou o empresário Luiz Pinheiro Marques, de 29 anos.

Pinheiro também garante que open food funcionou como esperado, durante toda a festa. “Não faltou comida, a comida foi toda feita na hora. Não tinha como ser feita antes e depois eu servir hambúrguer frio para as pessoas, e por isso acabou demorando”, comenta. O empresário disse ter se desculpado com alguns dos pagantes ainda durante a festa e não descarta fazer uma retração sobre o evento via redes sociais. “Muitas pessoas gostaram do nosso evento. Tanto que foi necessário encerrar o evento e tinha cerca de 500 pessoas que não queriam ir embora”, conclui.

Para participar do evento, era obrigatória a realização de teste de covid-19 feito no máximo com até 72 horas de antecedência da festa, houve aferição de temperatura na entrada e a orientação era para que todos os frequentadores usassem máscara durante o evento.

Entre as atrações, estavam os DJs Lu Oliver, Santti, Pontifex, Liu, dentre outros.

Direto das Ruas - A sugestão de reportagem chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos sejam feitos com o celular na posição horizontal.

*** Matéria editada às 21h37 para correção das atrações do evento.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário