ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  29    CAMPO GRANDE 28º

Direto das Ruas

Mãe que contraiu dengue reclama de descaso com terreno sujo na vizinhança

Lixo jogado na calçada também preocupa moradora que pede que sejam tomadas providências para evitar doenças e bichos

Por Guilherme Correia | 20/05/2020 09:16
Leitora reclama de descaso com residência no Jardim Leblon (Foto: Direto das ruas)
Leitora reclama de descaso com residência no Jardim Leblon (Foto: Direto das ruas)

Casa no Jardim Leblon, zona oeste de Campo Grande, é foco de problema segundo leitora do Campo Grande News.  Vítima da dengue, ela reclama do descaso com a limpeza do terreno.

O que chama atenção, segundo a moradora, é que a residência fica ao lado da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro, e próximo a uma escola estadual, mas ninguém toma providências em relação ao risco de proliferação de doenças.

"A casa está acabada, imunda, suja. Os animais estão todos com sarna, já liguei pro CCZ [Centro de Controle de Zoonoses], a vigilância já esteve aqui, mas continua assim", explica a moradora que não quis se identificar por temer sofrer represália dos próprios vizinhos.

Galhos foram acumulados na calçada da residência (Foto: Direto das ruas)
Galhos foram acumulados na calçada da residência (Foto: Direto das ruas)

Na calçada, galhos estão acumulados há mais de semanas, segundo ela, gerando desconforto devido a possíveis doenças que podem ser causadas pela falta de cuidado necessário. "Eu e minhas filhas já pegamos dengue", relata.

"Tive de recorrer a vocês. Esse lixo aqui, como que pode ficar desse jeito? Já fugiu do controle, eu alimento os gatos porque os estão todos com fome, mas estão procriando desordenadamente, por exemplo".

Em relação à fiscalização do terreno, a assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Campo Grande não respondeu quando questionada pelo Campo Grande News. As multas neste caso variam entre R$ 2.414,50 e R$ 9.658,00.

Direto das Ruas – A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação.

Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.