A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

30/11/2017 16:11

Com consumo em queda, três postos fecham as portas por mês em MS

Osvaldo Júnior
Consumo de combustíveis caiu para o menor patamar em cinco anos e 36 postos fecharam as portas em MS (Foto: Divulgação/Petrobras)Consumo de combustíveis caiu para o menor patamar em cinco anos e 36 postos fecharam as portas em MS (Foto: Divulgação/Petrobras)

A cada mês, três postos de combustíveis fecham as portas em Mato Grosso do Sul. Essa média considera o total de 36 estabelecimentos com as atividades encerradas no período de um ano e ocorre em momento que o setor contabiliza o pior resultado de vendas desde 2012.

Conforme o Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis Automotivos, Lubrificantes e Lojas de Conveniência do Estado do Mato Grosso do Sul), há o total de 560 postos no Estado, dos quais 332 são associados à entidade.

O número de estabelecimentos fechados pode ser muito maior que o informado. Isso porque os 36 estão entre os associados, segundo observa o Sinpetro. A quantidade de postos representa, assi, retração de quase 10%.

Em Campo Grande, que reúne, atualmente 152 associados ao Sinpetro, 18 estabelecimentos fecharam as portas no último ano. A diminuição é de 10,5%.

A crise no varejo de combustíveis se intensifica em momento que o setor apresenta o menor volume de vendas desde 2012.

Dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) mostram que, neste ano, de janeiro a setembro, foram vendidos 1,76 bilhão de litros de combustíveis em Mato Grosso do Sul. São 61,82 milhões de litros a menos que o acumulado em mesmo período de 2016, de 1,904 bilhão de litros. A variação é de -3,25%.

De acordo com a série histórica da ANP, o volume comercializado em 2017 só supera, na comparação entre os últimos anos, o resultado de 2012, quando foram vendidos 1,61 bilhão de litros.

Além dos efeitos do desaquecimento da economia, a alta dos preços dos combustíveis também tem afastado os consumidores. Em um ano (desde novembro de 2016), a gasolina encareceu 10,14% em Mato Grosso do Sul, segundo a ANP. O valor médio aumentou de R$ 3,519 para R$ 3,876.

A alta é cinco vezes maior que a inflação. O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que mede a inflação oficial no País, acumula variação de 2,7% em 12 meses.

Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...


Se continuar assim vai fechar a maioria, não consigo entender esses proprietarios de postos, uns vende mais barato do que os outros, tem posto que não faz uma promoção, ai tem que fechar mesmo.
 
Eraldo Afonso Bento Afonso em 30/11/2017 18:24:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions