A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 15 de Dezembro de 2018

06/02/2018 22:47

Frigorífico se reúne com Reinaldo e afirma querer reabrir unidade em MS

Nyelder Rodrigues
Reinaldo recebeu visita da comitiva da Minerva em seu gabinete (Foto: Divulgação)Reinaldo recebeu visita da comitiva da Minerva em seu gabinete (Foto: Divulgação)

Uma comitiva do frigorífico Minerva Foods foi recebida pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e apresentou interesse em reabrir a unidade da empresa localizada em Batayporã - cidade que fica a 311 km de Campo Grande. O encontro aconteceu na Capital, na segunda-feira (5).

Durante as conversas, Reinaldo assumiu o compromisso de não medir esforços para que a empresa volte a ativa e gere empregos na cidade, vizinha a Nova Andradina - que tem cerca de 40 mil habitantes.

A unidade, que fechou as portas em 2015, precisará de novos investimentos. "O cenário hoje é melhor. Tem um aquecimento da economia e vamos fazer de tudo para que o frigorífico reabra", afirma Reinaldo.

Já para o chefe da Semade (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck, o Governo está disposto a conceder incentivos fiscais em troca da geração de empregos.

"O frigorífico sempre foi a maior fonte de empregos em Batayporã. Chegou a empregar mais de 600 pessoas", frisa Verruck, que destaca ainda que essa foi a primeira vez que a Minerva manifestou interesse em reabrir o frigorífico.

Apesar do otimismo, o secretário adota cautela. "Quero deixar claro, para não deixar uma expectativa ao município. Nós avançamos muito. Foi a primeira vez que recebemos um sinal positivo de que a empresa tem interesse de reabrir. E agora nós iniciamos um processo de negociação, que ainda deve demorar de 30 a 60 dias".

Dependendo da negociação, o frigorífico deve ser reaberto em 12 meses, por conta do prazo para a reconstrução da unidade. A capacidade de abate gira em torno de 1 mil cabeças/dia, com possibilidade de gerar 600 empregos diretos.



Mais um frigorífico pra sugar dinheiro da população com os incentivos.
Dá-se dinheiro público para endinheirados e ninguém reclama.
E tem gente que destila ódio contra miseráveis que recebe menos de R$ 50,00 do bolsa família.
Haja ignorância.
 
Critico em 07/02/2018 18:25:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions