A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

13/12/2012 11:17

Impasse sobre preço suspende fornecimento de gás a usina

Carlos Martins
Usina termelétrica Willian Arjona, em Campo Grande. (Foto: Divulgação)Usina termelétrica Willian Arjona, em Campo Grande. (Foto: Divulgação)

Na edição do Diário Oficial da União que circula nesta quinta-feira, 13, foi oficializada a suspensão da operação comercial da Usina Termelétrica (UTE) William Arjona por meio da utilização de gás natural como combustível e que era fornecido pela MS Gás (Companhia de Gás de Mato Grosso do Sul). A medida é em decorrência de decisão da Agência nacional de energia elétrica por causa de uma batalha judicial que está em andamento entre a Petrobrás - que detém metade do controle da MS Gás - e a Tractebel.

De acordo com a Assessoria de Imprensa da MS Gás, o que está em discussão é o preço cobrado pelo fornecimento de gás. Ao final de um cotrato de cinco anos, a Petrobrás decidiu reajustar o preço do gás repassado para a usina, mas a Tractebel quis manter o mesmo valor cobrado e o impasse foi parar na Justiça.

Segundo a decisão, assinada pelo superintendente de Fiscalização dos Serviços de Geração da ANEEL, Alessandro D´Afonseca Cantarino, a medida não afeta eventual operação com o combustível óleo diesel. “A suspensão da operação comercial é em caráter temporário e vigorará até que a condição de fornecimento de gás natural seja restabelecida”, diz trecho do despacho.

Inaugurada em 1999, A UTE Willian Arjona está localizada no Distrito Imbirussu, em Campo Gartem capacidade instalada de 190 MW e utiliza como combustível gás natural e óleo diesel. Ela foi a primeira usina movida a gás natural do Brasil, sendo fundamental para viabilizar a criação da MS Gás, que é a concessionária estadual de distribuição de gás e também a responsável pro abastecer a usina. A UTE William Arjona desempenha importante papel na complementação do suplemento energético do Estado, Além de dar suporte aos intercâmbios regionais, garante o suprimento á indústria e aos demais consumidores locais.

A Tractebel Energia opera atualmente 22 usinas - 9 são hidrelétricas, 6 termelétricas e 7 complementares (2 a biomassa, 2 eólicas e 3 Pequenas Centrais Hidrelétricas) - que possuem capacidade instalada de 6.908 MW, o equivalente a cerca de 7% da capacidade instalada total no Brasil.

A empresa foi procurada e ainda não se manifestou sobre o assunto.

Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...


Bela sacanagem. Fazem propaganda para trazer uma usina importantíssima dessa para cá e depois vêm as vigarices. Que a insegurança jurídica tenha fim muito em breve.
 
Cristiano Arruda em 13/12/2012 12:10:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions