A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

22/03/2017 11:34

Investimento de R$ 70 mi vai implantar usina de massa asfáltica na Capital

Renata Volpe Haddad
1º Fórum do Prodes foi realizado nesta quarta-feira, com presença de autoridades e conselheiros do Codecon (Conselho de Desenvolvimento Econômico). (Foto: Divulgação)1º Fórum do Prodes foi realizado nesta quarta-feira, com presença de autoridades e conselheiros do Codecon (Conselho de Desenvolvimento Econômico). (Foto: Divulgação)

Projeto da usina Engepan, que produz massa asfáltica foi aprovado pelo Codecon (Conselho de Desenvolvimento Econômico) para se instalar em Campo Grande. São 70 milhões de investimentos e geração de 300 empregos para a Capital.

O presidente do Codecon, Luiz Fernando Buainain, disse que o projeto foi apresentado aos conselheiros em fevereiro e já está nos trâmites finais. "Esperamos que logo a usina seja instalada, a única coisa que tá faltando é a licença ambiental", disse.

A usina vai produzir principalmente, para a empresa CCR MS Via, responsável pela duplicação da BR-163, em Mato Grosso do Sul.

Em relação aos benefícios concedidos para a usina, estão: doação de área, isenção do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e ISSQN (Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza) para construção. A usina será instalada no Polo Industrial Sul, de Campo Grande.

Ampliação de benefício - Para a empresa de telecomunicação OI, o Codecon aprovou ontem (21) ampliação do benefício. A empresa que tem 3.500 colaboradores, anunciou que deixaria Campo Grande, pois o ISS subiu de 2% para 5%. "Como perderam o benefício, a empresa entrou com novo pedido para reduzir o ISS, se não, mudariam para Goiânia. Nós concedemos o benefício, pois perderíamos 3.500 empregos", afirmou.

Fórum - Foi realizado hoje o 1º Fórum do Prodes (Programa para o Desenvolvimento Econômico e Social de Campo Grande), para apresentar a legislação e procedimentos do programa, regimento interno do Codecon e as ações que serão executadas para o setor industrial e comercial neste ano.

De acordo com o prefeito Marquinhos Trad (PSD), Campo Grande perdeu 34 mil empregos nos últimos quatro anos. "Agora precisamos alinhar prefeitura, Codecon, Câmara de Vereados e empresários para que a cidade volte a andar. Unindo esforços, mais empregos serão gerados e a economia vai voltar a aquecer. Dessa reunião, sai o resultado para mais de 800 mil pessoas", afirmou.

O deputado Paulo Corrêa (PR), presidente da Comissão de Turismo e Indústria da Assembleia Legislativa esteve presente e afirmou que é preciso "chacoalhar" o Codecon. "Campo Grande parou e temos que fazer algo para melhorar essa situação. Ganhamos uma das maiores indústrias de cosméticos e o projeto ficou travado no conselho e isso não pode acontecer", informou.

Codecon aprova projetos que prometem gerar 300 empregos na Capital
O Codecon (Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico) aprovou sete projetos durante reunião ordinária realizada nesta terça-feira (21), em Camp...
Codecon aprova projetos de R$ 24,8 milhões e geração de 212 empregos
Em reunião realizada ontem (13) o Codecon (Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico), aprovou cinco projetos em um valor total de investimento...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions