A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

14/05/2017 08:52

Má gestão e crise acabam fechando grandes lojas em shoppings

Renata Volpe Haddad
Lojas fechadas no shopping Norte Sul. (Foto: Marina Pacheco)Lojas fechadas no shopping Norte Sul. (Foto: Marina Pacheco)

O fechamento de grandes lojas em shoppings de Campo Grande se expandiu e não se concentra mais em apenas um local, mas em todos os centros comerciais da Capital. O cenário pode ser resultado da crise, só que a má gestão também está alinhada a esta realidade, segundo especialistas.

No Shopping Campo Grande, localizado na Avenida Afonso Pena, nomes como Dress To, My Shoes, Hádji e Me Move fecharam as portas no primeiro quadrimestre deste ano.

Já na avenida Ernesto Geisel, o Norte Sul Plaza, voltado para a classe C, teve mais de dez lojas fechadas no ano passado, nomes como: Habib's, MyGloss, Larissa Rojas, Serra Restaurante, Chocolates Brasil Cacau, La Gondola e Panificadora Monte Líbano.

O Bosque dos Ipês, na Cônsul Assaf Trad, viu três lojas âncoras deixarem o shopping. Marisa, Walmart e C&A fecharam as portas, além de outros comércios.

De acordo com o presidente da associação dos lojistas do Shopping Campo Grande, Thiago Asato, o fechamento não passa de 5% do total de lojas existentes. "São ciclos econômicos e algumas lojas acabam fechando, mas aqui no shopping foram poucas. Acreditamos em uma melhora no segundo semestre", avalia.

Loja Me Move fechou as portas em março deste ano.
(Foto: Direto das Ruas)Loja Me Move fechou as portas em março deste ano. (Foto: Direto das Ruas)

O economista Tales Souza Campos, classifica os shoppings da seguinte maneira: Norte Sul é popular, Campo Grande é o clássico e já consolidado e o Bosque dos Ipês foi construído fora do perímetro de acesso fácil, mas ao lado de grande empreendimentos.

Sobre as lojas, Campos informa que há sim uma grande quantidade de empreendimentos fechando em todos os shoppings. "Esse cenário não é só em um determinado local. A crise econômica aliada a má gestão acarreta nos fechamentos, ainda mais nos últimos três anos que o país enfrentou uma crise. Quem não teve estrutura para passar pela crise, fechou as portas e estão fechando até hoje", afirma.

A estrutura, conforme o economista, diz respeito ao capital de giro, planejamento de curto, médio e longo prazo e estudo de viabilidade econômica, estudos que devem ser feitos antes da abertura de uma loja. "Este ano, o fechamento de lojas deve-se a uma tendência de ajuste de mercado de acordo com a crise. Para se manter aberto, o empreendedor precisa ter criatividade. Tem que ter o custo menor do que a receita, para ter lucro", alerta.

As assessorias dos shoppings citados na matéria, foram procuradas, mas preferiram não se manifestar sobre o assunto.

Dress To também fechou as portas no Shopping Campo Grande. (Foto: Direto das Ruas)Dress To também fechou as portas no Shopping Campo Grande. (Foto: Direto das Ruas)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions