A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

06/01/2015 11:42

Prefeitura perde R$ 36 milhões do ICMS e terá de refazer orçamento

Priscilla Peres, Kleber Clajus e Luciana Brazil

A prefeitura de Campo Grande terá R$ 36 milhões a menos do que o previsto no orçamento para 2015. O valor é referente a queda no repasse do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e indica que será mais um ano complicado para os cofres públicos que enfrentam dificuldades para fechar as contas desde o ano passado.

A redução do repasse do imposto foi confirmada pelo titular da Seplanfic (Secretaria Municipal de Planejamento, Finanças e Controle), André Scaff, que revela que o orçamento terá de ser refeito, pois o deficit não era previsto.

Índice provisório, apresentado em agosto pela Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda), previa transferência de 23,0107 do rateio entre os municípios sul-mato-grossenses. Contudo, o valor definitivo foi achatado para 21,4061 e impõe problemas a equipe econômica que previa aumento e não baixa.

“Construímos o orçamento em cima do índice provisório. Agora vamos entrar com recurso administrativo na Sefaz e, a resposta não sendo convincente, encaminhar para PGM (Procuradoria Geral do Município) avaliar medidas judiciais para reaver os números”, pontua o secretário.

Em contrapartida ao resgate do recurso, a Capital acumula nos últimos três anos queda de 15,5% no índice de repasse, somada redução de 4% prevista em 2015. Conforme análise da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Campo Grande apresentou crescimento contínuo entre 2007 (21,6052) e 2012 (25,3464).

Aliado a isso, o prefeito Gilmar Olarte (PP) afirma que ainda existem resquícios negativos da administração do ex-prefeito Alcides Bernal na economia do município e ainda há dificuldade econômica do país. "Tivemos queda na arrecadação estadual e federal. Mas o município cresceu e vai continuar em ascendência, mas requer cuidado".]

"Todo gestor responsável, prudente, sabe que deverá fazer economia, fazer mais e gastar menos dinheiro. Estamos em um processo de reestruturação da prefeitura, já que pegamos a gestão em uma situação terrível. Mas já saímos da UTI, já fomos para o quarto. Faremos mudanças gradativas para entrar em fevereiro com tudo esquematizado"

Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions