A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Novembro de 2017

02/03/2017 13:48

Sindicato cobra mais estrutura em agências para saque do FGTS este mês

Também não está previsto aumento no quadro de funcionários para atender trabalhador a partir do dia 10 de março, quando iniciam saques

Elci Holsback
Saques iniciam em 10 de março (Foto: Renata Volpe Haddad)Saques iniciam em 10 de março (Foto: Renata Volpe Haddad)

Na próxima semana iniciam os saques das contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) dos trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro. O período deve levar ainda mais pessoas às unidades da Caixa Econômica Federal e agora, o sindicato dos Bancários se preocupa com a segurança tanto dos clientes, quanto dos funcionários, diante da grande quantia de dinheiro em circulação.

"É um período de preocupação, a Caixa precisa tomar medidas que garantam a segurança nas agências, assim como acionar o Poder Público, os órgãos de segurança, para que fora das agências haja reforço no policiamento, mas a Caixa ainda não se pronunciou sobre o assunto", comenta Barros.

O sindicato também cobra que mais funcionários sejam contratados para cumprir a demanda de trabalho e que a carga-horária e horário de expediente sejam cumpridos, para que não haja sobrecarga para os trabalhadores das agências.

"Não há como precisar em números, mas visualmente, diante da quantidade de pessoas nas agências desde o final do último ano, é possível perceber que houve grande aumento na movimentação e atendimentos e que há a necessidade de mais contratações, mas a Caixa já deixou claro que não vai aumentar o efetivo para suprir esse défict. Estamos cobrando que seja respeitado o horário do expediente dos funcionários", adianta o presidente do sindicato.

Não haverá alteração na rotina - Segundo a assessoria de imprensa regional da Caixa, não será feita nenhuma mudança na rotina das agências, pois, não há necessidade. A assessoria alega que o grande fluxo de pessoas ocorreu logo após o anúncio da medida, quando havia dúvidas sobre o saque, mas que o pagamento cumprirá calendário e portanto, não haverá grande aumento no número de pessoas nas agências como seria um período de pagamento de folha de funcionalismo público, por exemplo.

Por isso, não há necessidade de reforço no quadro de funcionários, nem da segurança que é de responsabilidade da Polícia Federal que por sua vez, conta com apoio de segurança de empresa contrada para trabalho interno, destaca a assessoria.

Segundo o governo Federal, a expectativa é injetar R$ 30 bilhões na economia nacional. Aproximadamente 30,2 milhões trabalhadores devem receber o benefício no Brasil, sendo 537.274 mil apenas em Mato Grosso do Sul.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions