ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEXTA  14    CAMPO GRANDE 31º

Educação e Tecnologia

Em MS, mais de 30 mil crianças não frequentam a creche por dificuldade de acesso

Apenas 41% das crianças frequentam a creche regularmente, enquanto 38% não vão por opção dos pais

Por Jhefferson Gamarra | 08/04/2024 15:46
Obra da Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) no Bairro São Conrado que está abandonada há mais de 10 anos (Foto: Henrique Kawaminami)
Obra da Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) no Bairro São Conrado que está abandonada há mais de 10 anos (Foto: Henrique Kawaminami)

Em Mato Grosso do Sul, mais de 30 mil (18%) crianças não frequentam a creche por dificuldades de acesso. É o que mostra o estudo divulgado, nesta segunda-feira (8), pela organização Todos Pela Educação, com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas).

Conforme a pesquisa, em Mato Grosso do Sul, 18% das crianças de 0 a 3 anos não estão em creches por alguma dificuldade de acessar o serviço, seja por falta ou localização distante da escola, inexistência de vaga ou a instituição de ensino não aceitou o aluno por conta da idade.

Além das dificuldades de acesso, outras 64 mil crianças (38%) não frequentam creches por opção dos pais ou responsáveis. Outras 6 mil (4%) não estão matriculados em instituições de ensino infantil por outros motivos, que incluem: falta de qualidade ou segurança das creches para com crianças com deficiência; problema de saúde permanente da criança; falta de dinheiro para mensalidade, transporte, material escolar, etc.

Na fase inicial da Educação Básica, as creches acolhem crianças com idades entre 0 e 3 anos. Embora a matrícula não seja obrigatória, a disponibilidade de vagas é um direito tanto da família quanto da criança, conforme estabelecido pela Constituição Federal e pelo Marco Legal da Primeira Infância.

Apesar da alta porcentagem, Mato Grosso do Sul é o estado do Centro-Oeste com o maior índice de crianças matriculadas regularmente em creches com 41% do total, o que representa mais de 70 mil crianças frequentando o ensino infantil, em números absolutos. Na sequência, aparecem Distrito Federal (37%), Mato Grosso (35%) e Goiás (28%).

No Brasil, 2,3 milhões (20%) de crianças de até 3 anos de idade não frequentam creches por alguma dificuldade de acesso ao serviço. O levantamento do Todos Pela Educação mostra que cerca de 6 em cada 10 famílias gostariam que seus filhos frequentassem a creche, mas apenas quatro são atendidas. Mato Grosso do Sul está 1% acima da média nacional de crianças matriculadas regularmente em creches.

Os maiores percentuais de crianças que não frequentam a creche por dificuldade de acesso estão nas regiões Norte e Nordeste do país. Os quatro estados com os maiores índices são: Acre (48%), Roraima (38%), Pará (35%) e Piauí (33%).

Conforme estabelecido pelo PNE (Plano Nacional de Educação), a meta era que o Brasil alcançasse a cobertura de pelo menos 50% das crianças de até 3 anos em creches até 2024. No ano passado, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou o Pacto Nacional pela Continuação das Obras da Educação Básica. Com esta iniciativa, o governo busca concluir mais de 3,5 mil projetos de infraestrutura em escolas que se encontram paralisadas ou incompletas em todo o país, com um investimento previsto de quase R$ 4 bilhões até 2026.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias