A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

15/02/2011 17:50

Entidades tentam aproximar Prefeitura e agentes de saúde para negociação

Danúbia Burema e Fabiano Arruda

Reunião sobre o assunto foi feita hoje na Prefeitura

A Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação do Mato Grosso do Sul) e a CUT-MS (Central Única dos Trabalhadores de Mato Grosso do Sul) tentam aproximar os agentes de saúde e o prefeito Nelsinho Trad (PMDB) para negociação sobre a greve da categoria que hoje completa 42 dias.

Nesta tarde, reunião de representantes da Fetems, Cut e dos agentes se reuniram com Nelsinho na Prefeitura. Conforme os sindicalistas, o prefeito voltou a afirmar que não negociará enquanto a categoria estiver em greve.

Não foram informados detalhes da reunião. Os agentes devem participar de nova reunião amanhã na Fetems. A intenção das entidades é convencer os agentes de saúde a retornarem ao trabalho e a Prefeitura a negociar com eles.

O movimento grevista já teve decisão desfavorável do Tribunal de Justiça sob pena de multa. Mesmo assim, parte da categoria continua com as atividades paralisadas.

Por conta disso, 250 agentes não receberam os salários de janeiro. Um dos agentes que lidera o movimento, Paulo César Ribeiro, foi demitido.

Os servidores insistem em continuar com o movimento até que a Prefeitura sinalize negociação sobre o reajuste. Esta, por sua vez, reitera que não negocia com os grevistas.

Mesmo sem receber salários, agentes insistem em greve, que já tem 39 dias
Mesmo sem ter recebido os salários de janeiro, e com a possibilidade de punição à vista, agentes de saúde e controle de epidemiologia em Campo Grand...
Prefeitura demite um dos líderes de greve de agentes em Campo Grande
A Prefeitura de Campo Grande demitiu hoje o agente de controle de epidemiologia Paulo César Ribeiro, por abandono de cargo. Ribeiro, que é um dos líd...


''Pedro e Antonio'' vocês devem trabalhar no CCZ, é impossivel um ser humano em plena consciência falar tanta besteira. Lutar pelo que é justo sempre vale a pena, esses coitados são furtados em 400 reais todos os meses pela prefeitura. isso sim é uma vergonha.
 
Pedro Cabanhas em 21/02/2011 03:23:08
fazer outro concurso pra que? quem vai querer fazer concurso para ganhar esse salario de fome??? Eles são corajosos de continuar sendo agente pq se fosse eu deus me livre já teria arrumado outro emprego.
 
isabela fonseca em 17/02/2011 12:39:55
Ow senhor prefeito, já chega dessa novela mexicana, demite logo esse povo que não quer trabalhar e faz novo concurso e pronto.
 
Pedro Nonato em 15/02/2011 08:07:02
Interessante que quando se abre concursos, já vem informando quanto será o ganho por aquele serviço, e não fugiu a regra o de agentes de saúde, porém agora com esta greve que já dura 42 dias sem nenhuma das partes abrir mão de suas reivindicações, eu pergunto... vocês tem realmente necessidade de ser "AGENTES DE SAÚDE," não dá para procurar outro emprego que pague mais a vocês? ou falta-lhes qualificação para tanto? e nós como população, depois de todos estes dias sem a presença deles batendo palmas em nossas portas nas horas mais impróprias para vistoriar nossos quintais, numa fragante afronta, em que não acreditam só em nossa palavra, temos necessidade de agentes de saúde em nossas vidas? EU ACHO QUE NÂO.
 
Antonio Mazeica em 15/02/2011 06:42:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions