A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

13/07/2016 15:59

"No fundo do poço", Comercial contesta continuidade da equipe em carta aberta

Amanda Bogo
                                                                                        Diretoria do Comercial disse estar no fundo do poço e pede apoio de torcedores. (Foto: Reprodução / Facebook) Diretoria do Comercial disse estar "no fundo do poço" e pede apoio de torcedores. (Foto: Reprodução / Facebook)

A diretoria do Comercial divulgou uma carta aberta na noite de terça-feira (12), em uma rede social, onde expõe a atual situação financeira do clube e afirma estar “no fundo do poço”, sem ter recursos e enfrentando dificuldades para continuar com suas atividades.

Em nota, a diretoria do Comercial alega afirma que o começo de temporada estava dentro do esperado, com a regularização fiscal do clube, que estava com condições “100% legais, ao contrário de outras equipes”. 

Porém, os sete meses de trabalho da diretoria foram marcados por grandes problemas financeiros e pela falta de certidões negativas e cadastro de convênios "que impossibilitaram que o clube firmasse parceria com o Governo do Estado para receber R$ 200 mil, assim como os R$ 460 mil autorizados pelos vereadores da Capital, que o prefeito de Campo Grande não deu importância”. Por isso, o time ficou “desamparado pelo poder público estadual e municipal e pelos nossos próprios torcedores”.

O fraco desempenho da equipe no começo do Estadual e a recuperação, conquistando a melhor campanha da primeira fase, também são citados, assim como a participação na Copa Verde e na Copa do Brasil, onde a equipe teve “reais chances de classificação, porém elas não vieram”, e que o clube não ficou devendo nada “nessas competições em matéria de futebol”.

A passagem do atacante Aloísio Chulapa foi citada como fato "que movimentou o futebol sul-mato-grossense, principalmente nos Comerários, e que deu destaque nacional ao Comercial, como há muitos anos não havíamos tido". 

Porém as dificuldades financeiras atrapalharam as atividades do Comercial, que terminou o estadual com a folha salarial atrasada e começou a disputa da Série D com a promessa de um bom desempenho, mesmo com uma equipe reduzida, para trazer novos patrocínios e servide de preparação para a disputa de 2017. Porém “ os maus resultados afastaram os novos e velhos patrocinadores e as promessas de apoio não se concretizaram”.

Após o longo desabafo, o texto termina com um pedido de apoio para que os torcedores auxiliem o clube nesse momento difícil que vem sendo enfrentado. “Se cada um ajudasse um pouquinho, nosso time seria imbatível. Mas o que você pode fazer para que nosso colorado não feche as portas após 73 anos de histórias?”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions