A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

16/01/2008 11:17

Com novo patrocínio, Operário sonha em voltar à elite

Redação

Após ter acertado o patrocínio com a empresa Saga, que fabrica o leite São Gabriel, o Operário Futebol Clube corre contra o relógio para se preparar para a sua estréia no Campeonato Sul-Mato-Grossense série A neste domingo, sonhando em, um dia, voltar à elite do futebol brasileiro. A apresentação do time com novo patrocínio na camisa foi feita hoje no Estádio Pedro Pedrossian, o Morenão, em Campo Grande.

O patrocínio irá render R$ 100 mil/mês aos cofres do time mais tradicional de Mato Grosso do Sul. Contratos com novos jogadores estão sendo assinados todos os dias. Hoje, o clube conta com 22 jogadores contratados. O presidente do Operário, Tony Vieira, afirma que o projeto é para que o time volte a disputar competições nacionais, e com boas apresentações. "O São Caetano conseguiu bons resultados com patrocínio de R$ 70 mil por mês", disse.

Para recebe o patrocínio, o Operário teve que mudar para São Gabriel do Oeste (149 km de Campo Grande), mas continuará mandando jogos no Estádio Morenão. Apenas os jogos de menor expressão serão feitos em São Gabriel, no estádio que está sendo murado pela prefeitura. Os jogadores já estão morando em São Gabriel do Oeste, onde treinam. Eles usam a estrutura do time São Gabriel, que se prepara para disputar a série B do Campeonato Estadual. O São Gabriel passa a ser um time B do Operário.

As mudanças no Operário foram responsáveis ainda pelo retorno de alguns nomes ao futebol. Wilian Puian, que estava afastado do futebol há 8 anos, é o novo técnico do clube. "Eu estava acompanhando só como torcedor", disse. Como técnico e auxiliar técnico, Puian já defendeu a Seleção da Arábia Saudita e o time Al Helal (também da Arábia Saudita, o clube já contou com jogadores como o brasileiro Rivelino).

Agora, Puian assume o comando do Galo com apenas uma promessa: "garra, amor e tradição, como está no hino do clube". "Em hipótese nenhuma vocês vão ver um time apático", afirma.

Outro que volta ao futebol motivado pela promessa de uma nova fase para o Operário é o zagueiro Fabrício Almeida Carvalho, o Lobão, de 35 anos. Após ter defendido Democratas-DF, Caxias-RS, Linhares-ES e disputado campeonatos na Europa, como a UEFA, pelo Beira-Mar e Aves. Lobão estava parado há 3 anos.

O presidente do São Gabriel e novo diretor de futebol do Operário, Cleuner Alves, foi cauteloso ao falar sobre o possível desempenho do clube no campeonato que começou no fim de semana. Segundo ele, "não houve tempo para trabalhar o time". "Não vou dizer que vamos ser campeões. Mas vamos brigar de igual por igual", disse.

Comerário - Alves admitiu que o Operário pode não ter condições hoje de enfrentar o rival histórico Comercial, mas que até a segunda fase a situação será outra. "Talvez hoje não (tenha condições de vencer o Colorado). Na segunda fase tenho certeza que vamos ter time para vencer", afirmou. Os dois times não se enfrentam na primeira fase.

A estréia do Operário no Estadual será às 16 horas de domingo, no Estádio Morenão, em Campo Grande, contra o Rio Verde.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions