A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

13/03/2009 17:57

Conquistar medalhas é rotina de lutadora de braço de MS

Redação

Pentacampeã de luta de braço, a sul-mato-grossense Crhis Regiane voltou, nesta semana, do 1º Campeonato Mundial Feminino de Luta de Braço, na Suécia, com mais duas medalhas, conquistadas no domingo (8). Mas esse tipo de notícia já virou rotina na vida dela.

Crhis já competiu em 15 países e perdeu as contas de quantos troféus e medalhas conquistou. Desta vez, ela voltou com uma medalha de prata, conquistada na categoria até 60 kg, braço esquerdo, e bronze, na categoria até 55 kg - braço direito.

E ela afirma que poderia ter conquistado um resultado ainda melhor, se não fosse a "incompetência e a falta de seriedade da arbitragem". "Na disputa com o braço direito, a russa fugiu e puxou o braço, ela deveria ter perdido", afirmou. Chris teve as despesas pagas pela Fundesporte (Fundação do Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul), do Governo do Estado.

E quem acha que Crhis pensa em se aposentar está enganado. Ela se prepara para disputar pelo menos três importantes competições este ano: o Campeonato Brasileiro, em abril; o Sul-Americano, em junho; e o Mundial, na Itália, em outubro.

São cinco horas de treinamento todo dia. Chris diz que o ritmo irá aumentar ainda mais. "O meu preparador físico, o Pedro Dultra, da academia Activa, vai montar um treino em cima das minhas falhas", afirmou.

Além do treinamento, Chris tem uma preocupação comum a maior parte dos atletas: o patrocínio. Ela quer convencer o Governo do Estado a manter o apoio financeiro.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions