A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

17/11/2017 17:53

Ecológica, Copa Verde de 2018 terá certificação ISO 20121

Paulo Nonato de Souza
A  Copa Verde de 2018 vai manter o foco da sustentabilidade com a certificação ISO 20121 (Foto: CBF/Divulgação)A Copa Verde de 2018 vai manter o foco da sustentabilidade com a certificação ISO 20121 (Foto: CBF/Divulgação)

A CBF não só vai manter, como irá ampliar o foco da sustentabilidade na Copa Verde de 2018 com a certificação ISO 20121, a norma de gerenciamento de eventos sustentáveis, anunciou o Secretário-Geral da entidade máxima do futebol brasileiro, Walter Feldman.

Competição marcada por ações que estimulam a consciência ecológica, disputada por equipes de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Distrito Federal, Tocantins, Acre, Amapá, Amazonas, Espírito Santo, Pará, Rondônia e Roraima, a Copa Verde é acompanhada de atividades, como a reciclagem de materiais, concursos de redação com temas ambientais, aulas de futebol para crianças em situação de vulnerabilidade e compensação das emissões de carbono.

Na edição de 2017, segundo dados da CBF, a Copa Verde evitou a emissão de 19 toneladas de carbono e gerou uma economia de 51,6 m³ de água por meio da coleta de resíduos sólidos. Além disso, 2,57 toneladas de garrafas pet foram destinadas à reciclagem e todo o carbono emitido pela competição (265 toneladas de CO2) foi compensado por meio do plantio de 1.450 mudas de árvores em Anapu (PA), entre outras ações.

A Copa Verde deste ano teve recorde de lixo zero no jogo Paysandu x Luverdense no Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, em Belém. Com ação de 50 catadores de três cooperativas locais foram recolhidos 410 kg de papel, 230 kg de garrafas pet, 2 kg de alumínio, 20 kg de plástico, 600 kg de papelão e 180 kg de rejeito – um total de 1.262 kg.

Durante toda a Copa Verde, foram recolhidos 2.682 kg de resíduos, por 120 catadores e sete cooperativas. Só esta ação evitou a emissão de 19 toneladas de carbono e a economia de 51,6 m³ de água.

Mato Grosso do Sul - O Operário de Campo Grande e Corumbaense serão os representantes sul-mato-grossenses na Copa Verde de 2018, segundo a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul.

O time de Corumbá é o atual campeão estadual. Já o Operário de Campo Grande conquistou o direito de disputar a Copa Verde do próximo ano ao vencer uma seletiva promovida pela FFMS. Será a quinta edição da competição.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions