A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

27/07/2019 12:22

Em busca do tri mundial, canadense prevê pedalar 450 km em Costa Rica

Para encarar o calor em Mato Grosso do Sul, ciclista disse que fez muitos treinos na sauna antes de sair do Canadá

De Costa Rica, Paulo Nonato de Souza
O ciclista canadense Cory Wallace, campeão em 2017, na Itália, e em 2018, na Escócia, é o favorito para vencer em Costa Rica (Foto: Paulo Francis)O ciclista canadense Cory Wallace, campeão em 2017, na Itália, e em 2018, na Escócia, é o favorito para vencer em Costa Rica (Foto: Paulo Francis)

Apontado como o grande favorito para vencer o Campeonato Mundial Mountain Bike 24 Horas Solo 2019, que será disputado neste sábado e domingo na cidade de Costa Rica, em Mato Grosso do Sul, o ciclista canadense Cory Wallace, campeão em 2017, na Itália, e em 2018, na Escócia, disse que está preparado para manter o título da competição.

“Estou pronto para vencer novamente, com certeza. O circuito aqui é longo, mas não tem muitas subidas, e acredito que será uma corrida bem rápida, e isso favorece ciclistas de força como eu”, disse o canadense de 35 anos ao Campo Grande News, momentos antes da largada, neste sábado, na Arena Ramez Tebet, região central de Costa Rica.

O circuito da prova em Costa Rica tem 29 km de extensão. Cory Wallace estima que o vencedor deste final de semana terá de pedalar mais de 450 km, considerando que pelo regulamento da competição da WEMBO (Organização Mundial de Mountain Bike de Endurance) o objetivo de cada competidor em busca do título é completar o maior número de voltas no circuito dentro do tempo de 24 horas. No caso de empate o campeã será o atleta que terminar na frente.

“Nos últimos mundiais acho que percorri cerca de 320 km em média para o título, uma das quilometragens mais baixas que já fiz, mas porque a natureza era difícil com muitas subidas íngremes, descidas técnicas e percurso bastante lamacento”, comentou Cory Wallace, que tenta seu terceiro título mundial consecutivo.

Cory Wallace chegou ao seu boxe faltando menos de meia hora para a largada e foi bastante assediado para selfies (Foto: Paulo Francis)Cory Wallace chegou ao seu boxe faltando menos de meia hora para a largada e foi bastante assediado para selfies (Foto: Paulo Francis)

Nesta manhã, o boxe do campeã foi um dos mais visitados pelos admiradores em busca de fotos e selfies. Ele chegou na arena faltando menos de meia hora para a largada, que aconteceu exatamente ao meio-dia, e não houve muito tempo para a tietagem.

“É a minha primeira vez no Brasil, não esperava por essa atenção dos brasileiros. Espero fazer uma boa corrida e corresponder a minha expectativa e também das pessoas que me admiram como campeão”, afirmou.

Com os termômetros em Costa Rica marcando 28 graus neste sábado, Cory Wallace revelou que se preparou não apenas para encarar seus concorrentes na disputa pelo título do Mundial, mas também para encarar o calor nesta região do Brasil.

“Busquei informações sobre o clima. Fui informado de que aqui estaria quente, apesar de ser período de inverno, então eu fiz muitos treinos dentro de saunas para garantir que meu corpo estivesse pronto para qualquer onda de calor”, comentou ele, já paramentado para a corrida, em respostas curtas e objetivas.

Histórico do campeão - O primeiro título de campeão mundial de Cory Wallace foi conquistado em 2017 após ser quarto colocado em 2015 e vice-campeão em 2016. Ele encerrou uma hegemonia de cinco anos do australiano Jason English ao completar 38 voltas em 23h48min35, contra 37 voltas em 24h16min42 de Jason.

Em 2018, o bicampeonato veio após 27 voltas completadas em 24h09min08, à frente do norte-americano Taylor Lideen e do australiano Jason English, segundo e terceiro colocados, respectivamente.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions