A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018

12/12/2017 08:56

Grêmio estreia hoje no Mundial e motivos não faltam para ter cuidado

Paulo Nonato de Souza
O jovem atacante gremista, Luan, é esperança de grandes jogadas e de vitória na semifinal de hoje diante do Pachuca (Foto: Grêmio/Divulgação)O jovem atacante gremista, Luan, é esperança de grandes jogadas e de vitória na semifinal de hoje diante do Pachuca (Foto: Grêmio/Divulgação)

O Grêmio de Porto Alegre estreia no Mundial de Clubes de 2017, nesta terça-feira (12), contra o Pachuca do México, às 14 horas (horário de Mato Grosso do Sul), no Estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain, nos Emirados Árabes.

Ninguém no clube gaúcho aceita falar em final com o Real Madrid. A ordem do comandante Renato Gaúcho é não pensar no segundo passo antes de dar o primeiro, ou seja, concentrar na semifinal, passar pelo Pachuca e só depois disso avaliar o próximo adversário. Motivos não faltam para tamanha precaução.

O fato é que o Grêmio não quer repetir o vexame do maior rival, o Internacional, que perdeu a semifinal de 2010, também nos Emirados Árabes, para o inexpressivo Mazembe, do Congo. Três anos depois, em 2013, foi a vez do Atlético Mineiro ser eliminado na semifinal do Mundial disputado no Marrocos com derrota para o Raja Casablanca, e no Mundial de 2016, no Japão, o Atlético Nacional de Medellín (Colômbia) chegou como franco favorito e não foi além da semifinal diante do japonês Kashima Antlers.

No jogo de hoje existem alguns fatores difíceis para serem administrados pelas duas equipes. Do lado do Grêmio tem a ansiedade da estreia em uma competição que é o sonho dos grandes clubes brasileiros, e do lado do Pachuca, se o fator estreia já é passado, pois estreou com vitória de 1 a 0 na prorrogação diante do Wydad Casablanca, tem o desgaste físico por ter jogado 120 minutos.

Os times só serão conhecidos no vestiário. Pelo lado do Grêmio, diante da insistência da imprensa brasileira, o técnico Renato Gaúcho garantiu que será Luan é mais 10. O jovem atacante paulista, natural de São José do Rio Preto, Luan Guilherme de Jesus Vieira, de 24 anos, é o craque da equipe gaúcha, principal arma para superar o Pachuca, disputar a final e conquistar o título do Mundial.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions