A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

26/07/2009 07:55

Morre de infarto o coordenador de futebol do Rádio Clube

Redação

Aos 55 anos, o coordenador de futebol do Rádio Clube, Cléber Ribeiro Filho, morreu ontem à noite. Ele não resistiu ao segundo infarto em menos de uma semana.

O filho Igor Ribeiro, 25 anos, conta que há seis dias Cléber sofreu o primeiro infarto e foi hospitalizado. O coordenador teve alta na sexta-feira e foi para casa, onde faleceu ontem.

Igor revela que por volta de 19 horas ligou para os telefones do pai e, como ele não atendia, foi à residência ver o que havia acontecido e encontrou o pai morto.

O trabalho mais recente de Cléber era como coordenador de futebol do Rádio Clube. Ele já foi um dos destaques da famosa 'Máquina Tricolor'.

Cléber jogava de volante e atuou pelo Tricolor de 1973 a 1980. Conquistou quatro títulos cariocas, marcou 41 gols em 315 jogos disputados e formou um dos mais conceituados meios-de-campo ao lado de Pintinho e Rivellino.

Já em Campo Grande, Cléber também já jogou no Operário. Ele deixa esposa e três filhos.

O velório é realizado no Parque das Palmeiras. Entre os "boleiros" e amigos de Cléber que deverão participar do velório estão o prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB) e o deputado estadual Paulo Duarte (PT).

Histórico do Jogador

Cléber, o Cléber Ribeiro Filho, excepcional volante da Máquina do Fluminense de 1975, já foi vereador da cidade de São Gonçalo (RJ).

Ele está na história do Flu ao lado de jogadores maravilhosos como: Renato, Carlos Alberto Torres, Carlos Alberto Pintinho, Paulo César Caju, Rivellino, Doval, Gil e companhia.

Nascido no dia 4 de abril de 1954, Kléber começou a carreira de jogador no próprio Fluminense, quando tinha apenas 13 anos. Tinha o apelido de Bequinha. Após quase 13 anos no Tricolor das Laranjeiras, Kléber jogou pelo Náutico, Nove de Octubre do Equador, Operário (MS), XV de Jaú e Vitória de Guimarães, onde encerrou a carreira em 1986.

Kléber atuou no Fluminense de 1973 a 1980. Neste período conquistou quatro títulos cariocas, marcou 41 gols em 315 jogos disputados e formou um dos mais conceituados meios-de-campo ao lado de Pintinho e Rivellino.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions